A farsa Karnal é revelada de vez em vídeo atacando o empreendedorismo

4
374

De uma coisa jamais me envergonharei: de ter caído na lábia de Leandro Karnal. Desde o primeiro frame que chegou a mim a partir de suas emissões retóricas eu já havia percebido estar diante de um embusteiro. Mas Karnal não é um embusteiro qualquer. Ele é um propagandista que vive de fazer jogo de cena, e por isso chegou até a enganar algumas pessoas da direita.

Na última semana, em entrevista ao Roda Viva, ele atacou o projeto Escola sem Partido com uma narrativa tão tacanha quanto infantil. Como lembra o site Toma Mais Uma, Karnal chegou ao ponto de dizer que o projeto era uma “asneira sem tamanho”, para, no minuto seguinte, dizer que o ideal seria que um professor colocasse em debate um texto de Mill contra um texto de Marx. Ou seja, ele defendeu o que o projeto Escola sem Partido defende. Mesmo assim atacou o projeto em nome de um frame. Na verdade, Karnal joga com as palavras e usa táticas para enganar incautos.

Karnal poderia até alegar que tomou algum remédio tarja preta e estava fora de si no Roda Viva. Isso se ele quisesse no futuro recuperar algo de sua reputação (a qual passa a ser facilmente esmagável a partir do momento em que suas besteiras ecoaram em larga escala). Mas vai ficar difícil, pois, como também lembra o site Toma Mais Uma, o padrão alucinatório (em que ele entra em contradição automática) se repete. Isso não é maluquice, mas desonestidade. Leia:

Neste vídeo a contradição é ainda mais evidente quando ele tenta ridicularizar reuniões dos, digamos, “empreendedores”, afirmando que nelas sempre há um “sacerdote” que diz “bem-vindos a esta reunião e as pessoas sorriem, porque é importante ser feliz ou parecer ser feliz para fazer parte da equipe”. Pelamordedeus! O que Karnal está fazendo ali, no meio de babacas sorridentes senão a mesma coisa que ele critica?

É mais um enganador, um pulha como tantos outros que se aproveita do material farto que encontra entre tantos brasileiros carentes de uma educação decente.

Karnal é isso aí mesmo: resultado da falta de educação do brasileiro. Aceitar que um sujeito tão contraditório seja chamado de intelectual é um sinal de que nossa educação é um fracasso total. Para piorar, a narrativa anti-empreendedorismo é um produto do socialismo. Karnal sempre viveu negando seu socialismo extremado, mas agora isso não é mais possível.

Veja o vídeo:

Perto dos empreendedores brasileiros (que se sacrificam para entregar resultados e trazer empregos), quem é Leandro Karnal? No fundo, o sujeitinho não passa de um cupim, que optou pelo lado dos que destroem o valor das sociedades, em oposição àqueles que geram valor.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

4 COMMENTS

  1. Nunca escutei tanta besteira, adornada para enganar incautos. Tenho pena dos alunos e de todos os que acreditam nas imbecilidades ditas por este Karnal. Apesar de ter lido muitos livros (e decorado partes para repetir como papagaio), faltou-lhe capacidade de elaboracao. Também deixou de ler muitos livros que o ajudariam a superar sua superficialidade. Karnal é um Tiririca pretencioso!

  2. Ele fala e da exemplos como se todo empreendedor fosse desonesto, esquecendo que milhões de empreendedores de sucesso falaram muito para chegar onde estão. A grande parte de empreendedores que geram emprego a muitos, ralaram e muitas vezes quebraram várias vezes.
    Sr. Karnal, abra uma empresa no Brasil, pague todos os impostos, direitos trabalhistas, salários em dia, a depois de atingir o sucesso, vá fazer palestra, isso se tiver tempo e saúde para isto…

Deixe uma resposta