Milícias de Maduro despem e humilham seminaristas

5
155

seminaristas-humillados-por-grupos-oficialistas-en-mc3a9rida-este-01-de-julio-de-2016-foto-leonardo-lec3b3n

Recebi isto em minha caixa de mensagens: um texto do site Aleteia falando de um caso horrível acontecido na Venezuela do ditador psicopata Nicolas Maduro:

Cinco estudantes do seminário San Buenaventura, de Mérida, na Venezuela, foram despidos, agredidos e presos em um bueiro por grupos que apoiam o governo de Nicolás Maduro. Os atos de violência foram cometidos na manhã da última sexta-feira, 1º de julho, quando os estudantes passavam perto do local em que se realizaria uma iniciativa solidária de entrega de medicamentos, com a presença da esposa do preso político Leopoldo López.

O arcebispo metropolitano, dom Baltazar Enrique Cardozo, repudiou os atos e criticou a ação dos grupos oficialistas que atentam contra a integridade física e moral dos cidadãos.

Os seminaristas foram agredidos, privados de seus pertences e despidos à força. Suas roupas e os livros que levavam consigo para suas aulas de inglês foram queimados junto com os pneus que ardiam na via pública.

“A intransigência e o fanatismo não podem se apoderar da cidadania”, alertou dom Cardozo em sua mensagem, ao mesmo tempo em que apontou a responsabilidade das forças de segurança que “não impedem esses atropelos”. O arcebispo também pediu aos venezuelanos que rezem pelo fim da violência e abandonem “os discursos de ódio”.

Focos de resistência conservadora, as igrejas são consideradas alvo de ditaduras bolivarianas, como já acontece em larga escala na Bolívia, bem como acontecia constantemente na Argentina dos tempos de Cristina Kirchner.

Mas os conservadores religiosos são apenas um dos vários objetos do ódio da extrema-esquerda. Mesmo que eu não seja religioso, não posso deixar de classificar mais esta atitude bolivariana como um exemplo do quão nocivos à civilização eles são.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

5 COMMENTS

Deixe uma resposta