Época de caça ao Pokemon “Go” mostra que não há opção senão “o jogo” na política

9
156

pokemon-go

Alguns iluministas (adeptos do projeto iluminista, e não os iluministas clássicos) pareciam acreditar que o ser humano estava evoluindo para um “estágio mais racional”. Um dia alcançaríamos uma sociedade universal, onde a “razão” daria o tom. Decerto os mais espertos não acreditavam nessa conversa. Apenas lançavam mão do frame “razão” com um fim: obter a sensação psicológica positiva de ser reconhecido como “o mais racional” perante a plateia.

Seja lá como for, a ilusão do projeto iluminista se esfarelou. A cada dia a humanidade anda mais “besta”, por assim dizer. O tema abordado no filme “Idiocracia” é mais sério do que parece. O que era uma comédia ridícula virou um drama real. No livro “A Geração Superficial: o Que a Internet Está Fazendo Com Os Nossos Cérebros” (The Shallows, de Nicolas Carr) vemos que dia após dia as pessoas estão perdendo a capacidade de pensar. Na era da Internet, essa limitação só aumentou.

E agora temos isto… pessoas adultas correndo atrás de personagens virtuais no mundo real:

Lá se foi o projeto iluminista de vez. Chegamos a um ponto de não retorno…

E há um lado positivo nisto. Agora temos que encarar de vez que a era “do debate” já se foi há muito tempo. Entram em cena os frames, as narrativas, os slogans e as rotulagens. Ah, é claro, como eu poderia deixar de citar os memes?

Se havia ainda alguma dúvida de que a única alternativa que hoje temos é a guerra política – na qual as vitórias são decididas pelos melhores rótulos, frames, memes e daí por diante -, o sucesso do Pokemon “Go” mostrou que ficar na esperança de vencer as contendas pelo meio do debate aristotélico é uma fantasia. Tanto quanto sair correndo atrás de bichinhos imaginários no celular.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

9 COMMENTS

  1. Adultos infantilizados. Vi uma filmagem do Central Park – carros abandonados na rua para “caçar” um pokemon raro.

    Lamentável.

  2. Não há mais sonhos para o futuro. A alienação é uma forma de auto proteção contra o PENSAR. Pensar não dói, mas dá um pouco de trabalho e a preguiça não deixa. Tá fácil para os vermelhos cooptarem essa massa sem rumo.

    • Se está fácil para os “vermelhos cooptarem”, a pergunta deveria ser: “por que está fácil para eles?”.

      Aí veremos que o problema está em nosso lado.

      Ora, se está “fácil para o leão invadir a aldeia”, o problema não está com o leão. Está com aqueles que devem proteger a aldeia.

      Abs,

      LH

  3. Você está certo na sua análise, mas é muito triste ver tudo isso. Fico dividida entre os que estimulam o uso da razão, do “debate”, e dos que enxergam a necessidade do uso correto de frames como instrumento de guerra política. Acho que os segundos são mais realistas, sem dúvida, mas que é horrível ver essa decadência, é.

  4. Isso me lembra do seguinte:o Retardo Mental é a síndrome identificadora destes tempos. Em todas as situações. No fim de semana, estava numa mesa de bar com dois amigos e mais duas moças. O desespero patético desses dois sujeitos para tentar impressionar as duas meninas, “competindo” exasperadamente entre si, me fez refletir muito se ainda existe necessidade de manter amizades com esses “homens” de hoje. Isso porque eram sujeitos adultos, um da minha idade, de 35, e o outro, pasmem, pior ainda, de 53(aqueles tipinhos de 50 metidos a “pegadores” de lolitas), completamente submetidos à “avaliação” de duas pós-adolescentes de 19 anos!!! Resultado: darei um gelo neles de uns seis meses, e depois vejo se perdoarei tamanha “zé-bucetisse”.kkkkkkkkkkkkkkk

  5. Não consigo ver a analogia com Pokemon Go, sinceramente…
    A humanidade está perdida que chega a jogar pokemon Go desesperadamente , é esse o conceito ?
    Quem quiser jogar o que quiser jogue o que quiser, se a pessoa quer jogar baralho,
    jogue baralho, se quer jogar videogame, jogue videogame, se quer jogar computador, jogue
    computador, o mundo dos jogos evoluiu tecnologicamente e atrativamente muito nos anos recentes. Agora a analogia que jogar Pokemon Go mostra a falta de ideais de uma sociedade e capacidade de debate de idéias é uma piada. Faça uma analogia melhor, a dinâmica que criaram é muita mais sofisticadas que, “sair
    correndo atrás de bichos imaginários”. Acho eu que, a cultura artística no Brasil e no Mundo, seja muito mais prejudicial, essa muito pelo contrário, ao invés de ter evoluído de forma atrativa, virou hipnose social em massa.

Deixe uma resposta