Por que eu não caio na conversa do Quebrando o Tabu de “confissão de fracasso” na Venezuela?

9
72

48804580.cached

Muitas pessoas na direita estão meio que “comemorando” uma confissão feita pelo site de extrema-esquerda Quebrando o Tabu – maior referência socialista da Internet brasileira, com mais de 2,9 milhões de fãs – de que o socialismo “fracassou” na Venezuela. Veja a imagem:

13775848_643229512508550_5944837654241145475_n

É preciso entender muito pouco da natureza humana para cair nessa conversa do Quebrando o Tabu. E quem compreender como funciona a auditoria corporativa, aí é que não cai mesmo na conversa.

Todo fraudador possuas dois modos de ação, que nunca mudam: (1) tentar passar ileso ao fraudar alguém, (2) caso for pego na fraude, tentar enganar os outros dizendo ter sido vítima de “erro de julgamento”. Isso acontece em todas as ocasiões nas quais  as pessoas são pegas em auditoria.

O mesmo acontece com o Quebrando Tabu. Eles desejaram tudo aquilo que aconteceu com os venezuelanos. Os socialistas querem exatamente isso: saquear um país para que os sicários do rei mamem em verbas estatais. Isso acontece à perfeição na Venezuela. É ali que o socialismo está indo muito embora. Decerto ali não podemos dar nota 10 para a implementação socialista. No máximo nota 8. Nota 9 fica para Cuba. E nota 10 para a Coreia do Norte. É simples assim.

O que acontece com o Quebrando o Tabu é que no mundo interconectado de hoje é fácil expor os horrores causados intencionalmente pelo socialismo (não, amiguinhos, não são “erros de projeto”). Está sendo difícil jogar a sujeira para debaixo do tapete.

O que restou a eles foi tentar o plano “B” de todo fraudador: tentar convencer os incautos de que eles “fracassaram” ou “o socialismo fracassou”. Não. Ninguém é bobo de cair nessa palhaçada. O socialismo deu certo na Venezuela. O Quebrando o Tabu torceu para que os venezuelanos vivessem na miséria em que estão vivendo, pois tudo que eles (como socialistas) querem é que os sicários do rei vivam uma vida nababesca a partir do dinheiro estatal e do sofrimento do povo.

Mas, como a coisa está ficando feia e difícil de esconder, o Quebrando o Tabu está fingindo não apoiar o projeto de Maduro. E, pior, fingindo que “o projeto não deu certo”.

Vão tentar enganar outro!

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Advertisements
Anúncios

9 COMMENTS

  1. Você tem toda a razão, Luciano. O que está sendo posto em prática pelo site Quebrando o Tabu é a conhecida falácia do “escocês de verdade”, Os vagabundos da esquerda estão se descolando, oportunisticamente, da malfadada experiência socialista da Venezuela, e logo dirão que não era o verdadeiro socialismo. É mais ou menos o que o Lula, o PT e a mídia-companheira toda vêm fazendo com a Dilma, ao culpá-la pelo fracasso do petrosocialismo (tem a tudo a ver com petralha e petróleo), quando, na verdade, a tragédia de ineficácia e corrupção que está sendo o seu governo foi toda ela anunciada, plantada e cultivada no governo Lula. Mais adiante, os bandidos dirão que o verdadeiro governo do PT foi o do Lula e que, lamentavelmente, a Dilma não correspondeu à confiança nela depositada. Sobre a herança maldita, a verdadeira, nem um pio. Aliás, ela nem era petista da gema, né?

  2. Se houvessem acertos, o ”quebrando o tabu” comemoraria. Os erros ele encobre, simples né? Quem não lembra quando o PT mandou fazer murais sobre sua historia, a cada ano eles mostravam algum feito. O ano que não apareceu foi o de 2005, com o grande feito do mensalão. A

  3. Esse é o expediente de última hora sempre utilizado quando percebem que não tem mais como esconder a realidade. Nos próximos meses, aposto, que surgirão artigos de “intelectuais” fazendo revisões e “provando” que na Venezuela nãõ vigorou o socialimos e provavelmente vão atirar nas costas do Maduro a acusação de que ele subvertou o socialismo chavista para o seu “fascismo”. Já essa mesma desculpa dada com relação à Cuba, depois que a internet se popularizou e expôs a luz do dia o inferno que é a ilha-prisão da dinastia Castro.

  4. Verdade. Pegando a frase do site: “Acho que não deu muito certo o que tentaram fazer lá na Venezuela, né…” , diria que depois das reticências, vem algo como: …mas aqui no Brasil dará, tudo será diferente e melhor

Deixe uma resposta