Letícia Sabatella é chamada de "safada" por Frota em vídeo

2
135

De acordo com o site Rede TV UOL, a atriz petista registrou boletim de ocorrência após ter sido vaiada quando tentou invadir uma manifestação pró-impeachment na Praça Santos Andrade, no centro de Curitiba, na tarde de domingo (31). Agora Sabatella está jogando o jogo da vítima e tudo está saindo barato para ela. Ciente de que seus adversários não a estão fazendo pagar o preço da provocação, ela resolveu ir ao 1º Distrito da Polícia Civil da cidade para prestar depoimento ao lado de seu advogado, Nasser Allan. A pergunta é: por que ninguém registrou B.O. contra ela antes por ir provocar pessoas em uma manifestação que já havia sido oficializada antes? Ela não pode se declarar “ignorante”, pois é uma pessoa pública que tomou partido no impeachment e sabia que invadia manifestação rival.

Sabatella agora também tenta o jogo de criar uma narrativa simulando que há “ódio” no oponente. “Eles não falam por argumentos. Eles deixam o ódio gritar mais alto”. Obviamente, ninguém a processou por isso. Em suma, ao acusar os oponentes de “ódio” em maior intensidade, ela está pontuando. Ao lançar o B.O. com mais agilidade que seus oponentes (e olhe que nem sabemos se eles lançaram B.O.) ela já está pontuando mais uma vez. Em resumo: quando é que os republicanos, atacados por Sabatella, vão começar a jogar o jogo?

O mar de oportunidades está aberto para ataques contra Sabatella e sua tropa. Por exemplo, aqueles acusados podem abrir uma petição contra o ataque à Janaína Paschoal e convocar Letícia Sabatella a assinar uma acusação contra os petistas. Se ela se negar, deve ser exposta como machista, por ter se recusado a ficar contra a agressão de Janaína. Este é um exemplo de situação que pode ser criada. É absurdo que ainda não tenha sido colocado em pauta o recebimento de verba da Lei Rouanet pela atriz, o que já deveria servir para desmoralizá-la. Aliás, por tanta lentidão da direita no jogo contra Sabatella, agora só dá tempo mesmo para a tática alinskiana que diz: “faça seu adversário sucumbir pelo seu próprio livro de regras”. Mas é preciso fazer algo.

Em tempo: Alexandre Frota mandou uma boa lapada, com algumas doses de shaming, mas isso deveria ser apenas o começo:

Sabatella é autoritária, fascista, totalitária e defende os regimes mais perversos da humanidade. Mas seu ataque baixo (invadindo uma manifestação oponente) ainda está saindo muito barato a ela, com exceções como neste ataque assertivo de Frota.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. O que Sabatella fez pode ser comparado a um torcedor do Palmeiras que vai ao local onde só se encontram torcedores do Corinthians.

  2. Muitos manifestantes curitibanos, ainda na inocência da alma, foram pedir autógrafos e para tirar fotos com a atriz, sem imaginar o tamanho da podridão da atitude da mesma.

Deixe uma resposta