Jair Bolsonaro é xingado na Câmara e faz (muito bem) em registrar B.O.

11
164

A era atual é a da guerra de narrativas. Não há mais retorno. Quem não quiser aceitar a realidade, será esmagado.

E no mesmo dia em que Letícia Sabatella registrou um B.O. contra oponentes – que não registraram B.O. contra ela em retorno – Jair Bolsonaro foi rápido e registrou um B.O. contra uma pessoa da extrema-esquerda que o atacou.

O engraçado é que a agressora disse, no início, “eu não falei Bolsonaro”, mas depois reconheceu ter xingado. Esse vídeo precisa constar nas provas.

Particularmente, eu acho que rotulagens assim não deveriam ser levadas às vias judiciais, mas já que a extrema-esquerda está registrando boletins de ocorrência à torto e à direito, é vital que a direita também reaja com o mesmo nível de judicialização.

Neste caso, ponto para Bolsonaro.

Agora vai uma dica: ele deve unir o exército virtual, pois uma nova batalha de narrativas será feita para vitimizar aquela contra a qual o B.O. foi registrado.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

11 COMMENTS

  1. Finalmente!.. Parece que Bolsonaro está começando a compreender algumas coisas. É isso que deveria ter feito quando Jean Wyllys cuspiu e quando Maria do Rosário o atacou. Será que está lendo o Ceticismo Político? rs

    • Pois é o Olavo de Carvalho sempre disse para processar todos os que ofendem os conservadores. Isso é uma guerra, não adianta argumentar. Cuidados especiais com os bobos solitários principalmente mulheres e viados programados para cavar um flagrante. Observaram que a mídia esquerdista não divulgaram o caso? Parece que agora aprendemos

      • Sim, Paulo. O conceito de guerra de processos (lembrado pelo Olavo) é bem antigo. Horowitz lembrou isso para a direita, mas já vem de longa data.

  2. Agiu muito bem. Militantes de esquerda provocam, perseguem, irritam, cutucam, enfim fazem de tudo para que o seu adversário político reaja à ofensa. Depois são eles que posam de vítimas e registram um BO.

  3. Tadinha! A moça marionete do fascismo político esquerdista(pleonasmo) ficou sem repertório, o pessoal do Psol, (socialismo e liberdade, além de mentirem ficam plagiando o título do livro de Milton Friedman) escravizado a própria coitada (espero q estude agora e saia da senzala ideológica) ficou presa nas aulas de decoreba.

  4. Se Bolsonaro decidiu fazer um BO porque foi ofendido por uma militante mequetrefe(gente muito mais influente que ela o ofendeu de coisas piores),entao nós estaremos justificando a açao de Lewandowski contra o boneco que o mesmo considerou ofensivo?

    • Nada a ver. Ele foi coagido em público e em interação direta. Sabatella já havia aberto o precedente antes. Os bonecos são satíricos e fazem ALUSÃO INDIRETA. No filme “O Povo contra Larry Flint” há um exemplo que explica porque sátiras com alusões não são iguais a ataques diretos.

Deixe uma resposta