O veredito do caso Sabatella X Janaína. Ou: por que o PT é um partido de monstros morais?

5
74

Por que o PT é um partido tão perigoso para a civilização? Por que os petistas mentem tanto? Por que os petistas nos levaram a uma situação inédita em termos de aparelhamento e corrupção? Por que os petistas tem como principal meta nos transformar em escravos (como já acontece na Venezuela)? Por que eles não se sentem envergonhados em, mesmo diante de tanta corrupção revelada, dizer “mexeu com Lula, mexeu comigo” enquanto nenhum de seus adversários diz “mexeu com Aécio, mexeu comigo” ou “mexeu com Cunha, mexeu comigo”? Por que eles se sentem tão confortáveis ao ver pessoas sendo violentadas por baionetas nas mãos dos soldados de Nicolas Maduro e ainda colocam um dos coletivos deles (o Levante Popular) cantando “sou do levante, tô com Maduro”? Por que eles fingem lutar “contra a cultura do estupro” mas se calam quando Lula chama as feministas de “mulheres de grelo duro” e, junto com Dilma, ainda conta piada de estupro?

Eu poderia continuar fazendo essas questões ad aeternum, uma vez que os exemplos de monstruosidade moral dessa gente são infindáveis. Eles fazem isso por adotarem a moral dos psicopatas, pela qual não existe a menor noção de certo ou errado.

O recente caso envolvendo a atriz petista Letícia Sabatella demonstra esse fenômeno aterrador: a moral psicopáica. Sabatella invadiu uma manifestação pacífica para provocar. Em retorno, foi hostilizada, mas não agredida fisicamente. Ela e os petistas estão fazendo mimimi. Sabatella até registrou um B.O. como parte de seu jogo político. Enquanto isso, os mesmos petistas comemoraram uma agressão praticada contra Janaína Paschoal em um aeroporto em Brasília há um mês atrás. Janaína foi chamada de vagabunda e ameaçada de agressão física. E há um atenuante para Janaína, que não havia para Sabatella: a primeira não invadiu manifestação oponente. Janaína estava apenas em um aeroporto tentando viver a vida de um ser humano tradicional em uma civilização. Logo, a agressão contra Janaína foi muito mais grave do que aquela praticada contra Sabatella.

Algumas pessoas republicanas até comemoraram o escracho contra Sabatella, mas nenhum formador de opinião saiu defendendo qualquer tipo de agressão. Já do lado petista, encontramos vários formadores de opinião que defenderam a agressão contra Janaína. Faziam a típica “comemoração de escracho”, que é uma propaganda de guerra utilizada para defender barbáries. No fim das contas, há registros e evidências mostrando que os mesmos petistas que hoje estão reclamando do ataque à Sabatella comemoraram a agressão à Janaína. Com isso, expõem o duplo padrão dos psicopatas.

Agora está claro porque eles se sentem tão confortáveis em destruir intencionalmente a economia de um país em nome de um projeto de poder cuja meta principal é escravizar seus habitantes. O comportamento desta gente em relação ao caso Sabatella X Janaína – onde os dois escrachos são comparados, sendo o de Janaína até mais grave, mas apenas o caso Sabatella é considerado condenável por eles – demonstra uma coisa apenas: ao lutarmos politicamente contra os petistas, lutamos contra os maiores monstros morais da sociedade atual. Nossa luta, neste momento, é contra a psicopatia na política. O resto de todos os perigos do PT para a sociedade civilizada são consequências do fato de eles adotarem a moral dos psicopatas.

Uma coisa é a análise pela ótica da guerra política: o caso de Sabatella demonstrou que contra essa gente não há atitude moral que não seja jogar o jogo no tom deles (o que não significa mentir como eles). Outra coisa é a conscientização de que a guerra política se torna ainda mais urgente, pois em uma visão mais ampliada (o caso Sabatella X Janaína), os petistas mais uma vez demonstram o duplo padrão dos mais frios psicopatas.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

5 COMMENTS

  1. É impossível a direita usar os mesmos métodos mentirosos da esquerda na disputa política, pois a direita não tem a personalidade doentia psicopata da esquerda.

    • Alexandre,

      Ninguém falou em “usar métodos mentirosos”. Essa confusão é uma estrutura de negação. Porém, se você não jogar NO MESMO NÍVEL, vai perder sempre. É uma escolha imoral.

      Abs,

      LH

  2. O comunismo é a única corrente politica-ideológica que utiliza a mentira como método. Mentem e manipulam o tempo todo, sistemáticamente.
    Que a reação contra a petista com boca de coringa seja apenas o início.

  3. Eu acho que foi um grande erro cair na provocaçao da atriz,sabendo q ela é da Globo e que do seu lado está grande parte da mídia,que querendo ou não exerce uma grande influencia sobre a sociedade.Eu sei que é dificil lhe dar com uma pessoa odiosa como esta mulher,mas nessas horas a direita deveria se mostrar diferente. Poderiam ignora-la ou simplesmente filma-la,assim como a propria estava fazendo,mas infelizmente cairam no jogo sujo da mesma,jogo esse que a esquerda domina como ninguem. É preciso aprender com os erros e aproveitar as oportunidades para fazer diferença a favor nesta guerra.

    • Uma coisa é o erro de momento. Mas é preciso evitar a justificativa de um erro anterior para continuar errando. Se o EVENTO JÁ ACONTECEU, então é preciso tirar todo o capital político possível mesmo que o início não tenha sido lá essas coisas.

      Se cairam no jogo da Sabatella, não é motivo para continuarem caindo nos jogos dela AGORA.

      Há um padrão de negação que muitos da direita justificam inação por causa de um erro anterior (não sei se é o seu caso).

      A batalha de narrativas neste caso PROSSEGUE, independente do início lastimável.

Deixe uma resposta