A Igreja do Fato Salvador é uma farsa completa

8
59

A direita brasileira, em proporção muito maior (e mais grave) do que a direita dos Estados Unidos e da Europa, sofre de um mal obscurantista que precisa ser combatido: a fé hercúlea, absoluta e inabalável unicamente nos “fatos” como responsáveis por salvá-los nas questões políticas.

Evidentemente, ninguém seria louco de dizer “ignore os fatos”. É importante estar do lado da verdade. Mas o culto que estou criticando foca na crença de que “bastam os fatos para que a verdade aparecerá no final “.

É uma visão infantil não apenas da política, como de todo o mundo. Achar que “no final os fatos aparecerão e tudo se resolverá” é como imaginar o mundo como se fosse um filme de Hollywood, daqueles nos quais um personagem é acusado injustamente durante toda a projeção. Lá no final, a verdade aparece e “todos terminam felizes para a sempre”.

Pena que esses filmes não explicam como boa parte dos que acompanharam a mentira vão descobrir a verdade. Também não explicam como irão garantir que todos que descobrirem a verdade irão aceitá-la, pois para muitos pode ser conveniente permanecer com a mentira em suas mentes. Em suma, “apontar os fatos” é muito pouco.

Crentes da Igreja do Fato Salvador acreditam que “ter os bons argumentos é suficiente”. Mas e se o oponente, mesmo sem ter melhores argumentos, vence a guerra de frames? Daí basta crer que os “fatos irão salvá-lo no final”.

Esse tipo de crença boba faz com que muitos ainda digam: “ei, os fatos ainda vão aparecer, lá no fim, portanto fique tranquilo”. Mas isso não serve para outra coisa que não prover um anestésico útil apenas como conformação para quem não aceitou as regras da guerra política.

Uma vez essas regras tendo sido aceitas, essa pessoa descobrirá que os fatos são realmente importantes, mas de nada lhe serão úteis para quem não jogar o jogo. Em resumo, é preciso acabar com a crença infantil de que “unicamente ter os fatos em mãos” é suficiente para a salvação em questões políticas. Quase sempre os fatos são muito pouco úteis para quem não jogar o jogo.

E preciso derrubar a Igreja do Fato Salvador. Melhor viver no mundo real, onde somente os fatos, juntos ao jogo político, podem ser o diferencial.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. “Na guerra, a verdade é a primeira vítima” Esquilo, 400 A.C

    “Uma palavra hostil sempre deve ser retribuída por outra palavra hostil” Esquilo, 400 A.C

    “Sempre que um homem faz com pressa, Deus também se apressa com ele.” Esquilo, 400 A.C

    “Deus sempre se esforça em conjunto com aqueles que se esforçam.” Esquilo, 400 A.C

    “Você foi preso na inescapável rede da ruína, por sua própria falta de bom senso” Esquilo, 400 A.C

Deixe uma resposta