O que está por trás do truque sujo de dizer que os procuradores "exageraram"?

14
182

Imagine a seguinte situação: no local de trabalho, um sujeito passa a mão na bunda de uma garota. Ela reage e o chama de “imundo, vil e desprezível”. Tudo é gravado pelas câmeras de TV. Em um truque de mágica, para reverter sua situação, o assediador passa a acusar a garota de “excessiva”. A partir de agora, ele passaria a dizer que todo o problema está “no excesso” da garota. A mudança de foco tem objetivo claro: garantir seu emprego, demitir a garota, e, em um processo judicial, ganhar a causa. Quem sabe até convencê-la a abandonar o processo.

Eis uma legítima tática de bullying praticada de modo sutil para causar “travamento” psicológico em sua vítima.

Todos aqueles que estão emitindo a narrativa de que “os procuradores exageraram” apelam exatamente ao mesmo truque acima. O comandante de um esquema de corrupção foi descoberto. Suas evidências foram expostas. O que Lula poderia fazer diante de tantas evidências? Simples: partir para o bullying e, em coordenação com seus sicários, sair dizendo que os procuradores foram “excessivos”.

O que foi “excessivo”? Exigir apresentações em Power Point? Que legal. Acabamos de descobrir que a maior parte dos gerentes que dominam o uso do Power Point são “excessivos”. Nesta última sexta eu só quis apresentar um framework de automação de testes se pudesse ter 40 minutos iniciais para exigir um Power Point com a visão geral do artefato. O resultado foi bom. Terei sido eu “excessivo”? Ou será que nomear Lula como o “chefe do esquema” é excessivo? Divertidíssimo. Também acabamos de descobrir que explanar o óbvio – principalmente a partir da cinco delações, incluindo de pessoas como Léo Pinheiro, Pedro Correa e Delcídio do Amaral – é “excessivo”.

Sejamos francos: aquele que diz que está dizendo que os procuradores foram “excessivos” está mentindo. Se for um opositor do PT que comprou a narrativa – como Olavo de Carvalho e Reinaldo Azevedo – podem até terem sido feitos de bestas pelo oponente, mas isso não interessa: uma mentira é uma mentira, esteja seu propagador ciente de que mente ou apenas – por ego, insanidade ou qualquer outro motivo – propagando mentiras alheias.

O ataque aos procuradores da Lava Jato não passa de uma tática de bullying, suja até o limites da depravação humana. Como tal, esse tipo de torpeza merece escracho. O PT só ficou tanto tempo no poder por um único motivo: nossa intimidação diante de truques psicológicos sujos. Mais um motivo para rejeitarmos o sujíssimo truque de dizer que “os procuradores foram excessivos”.

Na verdade, foram até discretos diante do amontoado de evidências que tinham em mãos. Assim como a garota que nomeou seu assediador foi até tranquila demais, pois poderia ter dado um tabefe no agressor. Os procuradores da Lava Jato ficaram longe disso. Motivo adicional para sabermos que os praticantes de bullying merecem ser envergonhados em público a cada vez que emitirem a narrativa desonesta de que “os procuradores exageraram”.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

14 COMMENTS

  1. Não acredito que o Reinaldo tenha sido enganado, acho que ele sabe muito bem o que está fazendo. Tanto é que pessoalmente inventou a historinha que o Janot e o Moro demonstraram contrariedade em relação ao conteúdo da denúncia e da apresentação. Isso é uma mentira que já foi desmascarada pelo Antagonista. Uma coisa é repetir desastradamente uma informação inverídica que corre por aí (o que parece ser o caso do Olavo, que só fez uma notinha muito rápida de Facebook), outra é inventar informações por si mesmo. Isso configura dolo.

    O Reinaldo não é isento. Isso fica bem claro quando ele escreve sobre temas como denúncia da Odebrecht, Jair Bolsonaro ou os procuradores da Lava-Jato. O antigo artigo mentiroso sobre o Marcos de Val é talvez a maior prova disso. Muito provavelmente as investigações estão próximas de chegar em aliados dele e por isso ele precisa redobrar os esforços para conter a Lava-Jato, coisa que já vinha tentando desde a prisão do Marcelo Odebrecht.

    O que está claro aqui é que precisamos parar de enxerga-lo como um direitista que errou e passar a ver as coisas como são: a direita e o Reinaldo tem pontos comuns, mas objetivos completamente diferentes. Ele quer defender o “status quo” e não realizar uma reforma realmente ampla que modifique fortemente as relações ente o estado e o cidadão, coisa que é ponto pacífico entre liberais e conservadores.

    • Marcos, infelizmente você tem razão. Digo infelizmente, porque RA era um jornalista que respeitava e desapontamentos sempre incomodam um pouco. De fato, fica cada dia mais claro que os seu objetivos não são a mudança profunda, tal como nós e a maioria dos liberais e conservadores deseja, mas apenas de proteger aquilo que lhe interessa. Não é à toa que a destemida Lava Jato e os intrépidos procuradores lhe causem tanto horror…
      Por outro lado, fiquei muito feliz em observar a reação das pessoas às últimas postagens. Fica claro que, a grande maioria, está disposta a ir às profundezas dos fatos e não se interessa mais por remendos. Reinaldo está sozinho nessa.

  2. RA diz ser falha o fato deee ser apresentado mas nao denunciado como líder. Peço seja opinião. Te admiro LA. Por favor verifique o Feed RSS.

  3. O inimigo da Lava Jato mora lá dentro do STF,todo o cuidado é pouco! O Reinaldo não influência seus leitores,eu sou uma delas,a maioria são team S.Moro e Lava Jato 100%,eu não espero que ele fale só o que eu aceito e ele está lá para dizer o que pensa,independente de agradar ou não.Tomara que ele esteja errado nessa,mas se não estiver,como vamos reagir?

    • Pergunto: afirmar publicamente que os procuradores “exageraram”, ajuda em alguma coisa? Só se for para que o STF se sinta mais confortável para praticar as suas artimanhas, isso sim. Em compensação, o apoio incondicional do povo e da imprensa aos procuradores , ajuda a inibir a ação dos ministros. Isso é óbvio.
      Algumas pessoas são da opinião de que a exposição “espetaculosa” dos procuradores teve uma razão. A razão de tornar a coisa tão pública, tão escandalosa e conhecida até das pessoas mais simples, a ponto de os ministros do STF não terem como abafar. Veremos…

  4. O que se deve cobrar dos procuradores é a denúncia formal aquela que transforma o suspeito em réu. Disso os servidores públicos, nossos assalariados, não se desincumbiram. Preferiram dar ao abjeto molusco mais uma oportunidade de vir a público e esculhambar a lógica o direito e a democracia. Os slides e o discurso do MP nunca serão páreo para o discurso de Lula que só pode ser enfrentado no mesmo campo de batalha ou seja no mundo midiático e da política por uma direita preparada para tudo.

    O que muitos não se conformam é que nossas instituições, incluindo o Ministério público, foram concebidas pelo movimento revolucionário de esquerda portanto inaptas para enfrentar a própria revolução. Prova disso é o envolvimento desses jovens procuradores nos movimentos contra a corrupção que é coisa infinitamente menor do que discutir o tamanho do Estado. Posso estar enganado mas nunca vi nenhum promotor defender a ideia de que não haveria Petrolão se a Petrobrás fosse uma empresa privada.

    Vou acreditar nas boas intenções do Parquet quando vir seus membros defenderem que o CNPM deve ser formado por representantes dos contribuintes, vou acreditar quando vir os tais defenderem a idéia de eleições para os cargos de advogados do povo, após claro um concurso classificatório, vou acreditar quando os vir defendendo que o cargo de promotor deve ser exercido por mandato, vou acreditar neles quando a carreira, as entrevistas e as explicações públicas de suas atividades forem colocadas para uma plano depois da mais nobre das missões que é tirar das ruas salafrários do tipo LULA.

    Não vejo saída no MP ou no Judiciário, muito menos em Moro. O Brasil só se livrará de seu matirio quando nossas instituições forem saneadas e a esquerda estiver fora delas.

    Acusação sem denúncia é colaboração com o crime e foi isso que fizeram os Procuradores da Lava Jato. INFELIZMENTE.

  5. “Sejamos francos: aquele que diz que está dizendo que os procuradores foram “excessivos” está mentindo. Se for um opositor do PT que comprou a narrativa – como Olavo de Carvalho e Reinaldo Azevedo – podem até terem sido feitos de bestas pelo oponente, mas isso não interessa: uma mentira é uma mentira, esteja seu propagador ciente de que mente ou apenas – por ego, insanidade ou qualquer outro motivo – propagando mentiras alheias.”

    Que história é essa, Ayan? Você não foi nem um pouco sutil ao colocar, capciosamente, o Olavo de Carvalho no mesmo balaio em que se encontra Reinaldo Azevedo, mais conhecido por apodos como “Tucanaldo”, “Muso do PT” e outros que tais. Sim, pois quem comprou por primeiro essa narrativa e saiu.desqualificando os procuradores em programas de rádio, TV, coluna na Folha de São Paulo e blog foi ele, Reinaldo de Azevedo. Aliás, não é de hoje (começou na prisão do Marcelo Odebrecht) que esse desinformante do socialismo fabiano vem tentando desqualificar medidas tomadas pelo Moro e a Lava Jato. É citado em blogs petistas, como o famigerado “247”, e enaltecido pelo esquerdopata Leonardo Boff. Até os seus leitores mais crédulos já estão desconfiando dos motivos que o fazem agir assim. Já os mais desconfiados têm sido implacáveis em denunciá-lo, como se pode ver nos comentários postados em seu blog e facebook. Nada, porém, que o Olavo de Carvalho já não tivesse dito sobre ele.

    • Olavo falou no Facebook que a denúncia contra o Lula podia ter falhas técnicas que poderia acabar absolvendo o réu e que nisso o Reinaldo está certo. Imagino que o Luciano o tenha colocado junto ao Reinaldo por causa disso.

  6. É que a comunidade jurídica fica um pouco crispada com apresentações públicas de denúncias do MP porque só ocorre na Lavajato. Nenhum outro MP fazer isso, parecendo coisa incomum ou inovadora na prática forense, baseada em leis e práticas muito antigas e qualquer novidade já deflagra a percepção “peraí, isso não é assim”, porém como se trata de um dos maiores esquemas de corrupção do mundo, está justificado. O papel do MP é judicial e não comandar o debate político – isso é deixado para a mídia – então o órgão público tem que ter moderação, pra não ser pintado como implacável APENAS com um grupo político (sendo bonzinho com outros bandidos), e a Lava Jato está sendo rigorosa, com a devida moderação, parabéns.

  7. Devemos levar em consideração que a legislação brasileira é flexível e possibilita diferentes interpretações. Justamente para livrar a cara dos criminosos de colarinho branco. A questão a saber, é se os procuradores fizeram algo de ilícito, ou apenas interpretaram a lei de forma diferente do usual.

  8. Quando se passa em um concurso público, uma das exigências para a posse são os antecedentes criminais, vc deveria ter feito o mesmo com Reinaldo Azevedo p uma de suas raízes lenista-trotskista-marxista que ainda não venceu, ele sabia sim o que fez.

  9. Que existe viés esquerdista em algumas ações do MPF eu não tenho dúvidas.
    Que o Dallagnol dá lá suas mancadas, é fato.
    Que as 10 medidas podem ser um saco de gatos com consequências imprevisíveis, parece claro.
    Que até hoje não entendo o apoio dos procuradores ao pérfido Janot, não entendo.
    Mas verdade é que a Lava Jato vai seguindo em frente com bons resultados, especialmente na credibilidade pública e hostilidade pela classe política.
    Me parece que os próprios membros da Lava Jato estão também aprendendo mais sobre marxismo cultural e outros exageros socialistas e populistas, enquanto mantém seu louvável trabalho técnico.
    E os antagonistas vão com pés no chão acreditando, até por que sem a Lava Jato não temos mais nada na mão.

  10. Mas falando como liberal – se não me engano o Luciano Ayan se posiciona como tal – não é melhor para nós a ideia que diz que “o povo venceu o PT” (e então identificar a gente com o “povo”), em vez da que diz que “a Lava-Jato venceu o PT”? Se a gente levanta a bola dos procuradores acaba caindo direitinho na última, não? O que é que os liberais realmente ganham com o MPF, PF e Justiça Federal com todo esse capital político? Ficar totalmente na sombra deles é a nossa única chance de sobrevivência, não tem espaço nem pra um “plano B” que seja? Talvez nós sejamos mesmo incomparavelmente fracos e sem a mínima chance de dar certo, então.

Deixe uma resposta