Os truques de Cortella, Karnal e Barros podem ser neutralizados com um método simples

51
3339

Saiu uma matéria na Istoé mencionando três “gurus” da extrema-esquerda – Clóvis de Barros Filho, Leandro Karnal e Mário Sérgio Cortella – que tem “feito a cabeça” de um bando de jovens da atualidade.

Todos sabem que os três são embusteiros marxistas que encenam o papel de “intelectuais” quando na verdade vendem sofismas a uma geração que molha a cueca (ou a calcinha) diante destes logros. Eles sentem um prazer erótico enquanto são enganados. Ficam com os olhinhos brilhando enquanto são feitos de besta. É por isso que você pode dizer que – ao menos que alguém seja de extrema-esquerda – e segue qualquer um desses três, é por que talvez não tenha vergonha na cara. Já com o pessoal da extrema-esquerda, a coisa é diferente: eles gostam dos três gurus porque são seus aliados em projetos de poder.

Seja lá como for, os seguidores do trio nutrem uma dependência psicológica de seus gurus, que reverenciam como se fossem totens.

Não raro vemos essa gente rebater as refutações das mentiras ditas pelo trio dessa forma:”ah, você tem no fundo inveja dele”. Na verdade, o sujeito está projetando a inveja que ele possui do próprio guru nos outros. Até porque se fosse para invejar alguém há outras referências melhores e de maior sucesso, como, por exemplo, Bill Gates, Cristiano Ronaldo e outros que ganham muito mais dinheiro que os três gurus somados.

De qualquer forma, este tipo de truque emitido pelos seguidores do trio é uma evidência de que eles são embusteiros que defendem seus gurus sofistas por dependência psicológica.

Nando Moura chegou a fazer uma análise breve dos estratagemas dessa tropa, mas foi um tanto desanimado na constatação final:

Não vejo motivos para tanto desânimo.

Estamos na era da Internet, e as refutações aos ardis desse trio podem ser ainda mais eficientes.

Basta compreender que praticamente nada do que Cortella, Karnal e Barros serve para qualquer coisa, a não ser para propaganda desonesta (do lado da extrema-esquerda) e, pelo nosso lado, conversão em rotinas, que podem ser desmascaradas. A partir deste momento, não precisamos mais rebater as mentiras ditas pelos gurus, mas refutar as rotinas. Com rotinas mapeadas, a refutação se torna mais rápida.

Os seguidores dessa lixeira passariam a ser considerados apenas repetidores de rotinas.

Tome como exemplo as rotinas emitidas por Karnal tentando inocentar o projeto totalitário do PT. Para ele, o problema “é que a corrupção começa em quem anda com o carro no acostamento”. Mas, conforme Albert Bandura, esse é um método de desengajamento moral, que tem como um dos pilares a diluição da responsabilidade. Karnal sabe que está mentindo ao dizer que o problema do totalitarismo baseado na corrupção se baseia em quem “anda com o carro no acostamento”, mas precisa repetir a mentira para tentar inocentar o PT, ao menos um pouquinho.

Na realidade, a culpa do excesso de corrupção não é do “cara que anda com o carro no acostamento”, mas do excesso de estatizações, as quais abrem infinitas oportunidades de corrupção endêmica. Como Karnal luta para as empresas não serem desestatizadas e ao mesmo tempo promove governos totalitários que dependem das mamatas em estatais, inventa, enfim, uma forma de diluir a responsabilidade.

Além dos exemplos citados por Nando Moura e este caso, é a isso que se resume todo o discurso do trio: mentir enquanto se encena a “pose de intelectual”.

Havendo o reconhecimento de que os três são gurus que estão enganando muita gente, basta agora focar no desmascaramento de todos os bloquinhos discursivos emitidos pelo trio. Se os embustes que eles propagam são desmascarados, eles se tornam praticamente barítonos afônicos.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

51 COMMENTS

  1. Do Barros. não o conheço e sequer li alguma postagem dele. Karnall ja é figurinha carimbada das esquerdas e seus comentarios não enpolgam,apenas àqueles inocentes ou deslumbrados.Ja do Cortella sempre assisto aos seus comentarios sobre comportamento,educação e cidadania e jamais vi qualquer coisa voltada para a politica,mesmo que subreticiamente. Não vi tambem de sua parte a colocação de algum exemplo esquerdizante de Cortella. Gostaria de saber

    • Comprei um “livreco”do tal de Cortella, somente para fazer uma critica, diante do que eu o ouvia falar na rádio CBN. Como acabei de fazer uma mudança, ainda tenho muitos livros encaixotados e não consegui localizá-lo. O que lhe posso dizer, por agora, é que o mesmo teve como orientador de monografia o “vigarista Intelectual” Paulo Freire, que os idiotas chamavam de “educador”, mas que nunca passou de “doutrinador” (doutrinação é a antítese da educação; e não há síntese possível).

      • Menino! Paulo Freire é teverenciado lá fora! Vi isto enqto fazia mestrado nos Estados Unidos… O depto de Multiculturalism Studies organizava debates sb ele. Num desses, fui convidada, representando o Brasil. O que sei é que ele jogou uma luz nos métodos de alfabetização, que nunca mais foram os mesmos depois dele. Tirar o povo da ignorância, despertando a cidadania, não tem necessariamente que cair no comunismo, pode ser uma democracia capitalista como a americana!

      • Lá vem a rotina de “Freire é reverenciado lá fora”. Bem, o Mao também é “reverenciado fora da China” por um bando de adeptos de genocídio. Esse truque não funciona aqui.

      • Infelizmente ele é referência mesmo. Li o Livro da Brené Brown (que foi considerada a melhor palestra do Ted Talk) e ela diz que o vigarista foi uma das suas inspirações, não o taxando de vigarista, claro.

  2. Realmente fiquei surpreso tempos atrás, quando comecei a estudar mais profundamente política, que o Cortella era um fdp esquerdista. Já havia lido artigos e visto vídeos dele no passado que achava muito bons. Provavelmente não deveriam ser, pois eu não possuía o conhecimento que tenho hoje, mas mesmo assim fiquei surpreso.

    Ah!, vale lembrar de um debate do Olavão com um frei que não conheço, intermediado pelo Cortella. Vídeo bem antigo.

    • Faço do seu, o meu comentário.eu também era um grande fan do Cortella o qual achava muito culto,até vê-lo em um comício do….Aloizio mercadante. pqp

    • Vera,

      Essa rotina “você critica (x) por ter inveja dele” já foi desmascarada aqui. Não cola. Ademais, meu texto já diz que se for para ter inveja de alguém por “fama”, há gente melhor que os três.

      Abs,

      LH

      • Não falemos de inveja! Não é o caso, já que você pensa que seria melhor sentir inveja do Cristiano Ronaldo (!).Mas digamos que você quer aparecer! Ah, sim, você quer aparecer! E talvez consiga! Mas precisa aprender a escrever melhor, fazer um texto mais coeso, que apresente, de fato, aquilo a que se propôs! Esse não me convenceu…

      • Você não precisa “se convencer”. Você precisa ME REFUTAR. A técnica de validação por impressão pessoal não cola em um site de ceticismo político.

        Em tempo: se os karnaletes inventaram um truque para blindar o seu guru de críticas dizendo “você tem inveja”, então vão ter que aturar o fato de que VÃO TER QUE PROVAR os motivos para alguém ter inveja do Leandro Karnal e não de qualquer outro.

        É parte do jogo, oras.

        The game is on!

  3. Todos os tres partem de uma lógica da existencia de uma alma humana que não existe. Então dentro disso tudo passa a ter sentido, pois não há consideração de algo de pragmatismo no que eles traduzem.

    • A questão nem é de ser mais inteligente ou não, mas sim de ter praticado embustes ou não. Eu não falei que não são inteligentes os três moços aí, mas sim que são EMBUSTEIROS.

  4. Luciano, partindo em sua defesa e pretendendo apenas aproveitar a oportunidade do tema abordado por você, peço que não interprete o que virá a seguir, como um discurso paralelo.

    Entre 1934 e 1945 o maior de todos os Filósofos da Ciência (e sempre que afirmo isso, desafio, para debate, qualquer esquerdista para tentar me provar o contrário), Karl R. Popper(1902 – 1994) escreveu duas obras que não deixaram “pedra sobre pedra”, para o marxismos e para qualquer uma de suas seitas, de até então. Essas obras foram : “A sociedade aberta e seus inimigos” (em dois volumes); e “A miséria do historicismo”.

    Já, em 1984, Popper lançou, na língua alemã (sua língua natal) uma obra que foi traduzida para o português e publicada, aqui, pela Martins Fontes, em 2006, sob o título (mau traduzido e mais popular) como “Em busca de um mundo melhor”. A tradução correta seria: “Em busca de uma visão mais adequada do mundo”.

    Nela, no que se poderia designar como capítulo 6, aparece como título: “Contra as grandes palavras”. Ali, para a realização de um crítica contundente aos supostos eruditos, se refere à utilização, por parte deles, de um “palavrório” e do “fingimento de uma sabedoria que não possuímos”. E sua crítica se concentra, principalmente, nos vigaristas intelectuais (a expressão não é de Popper) da tal “Escola de Frankfurt” que se pretendiam “revisionistas do marxismo”. O principal deles era o tal de Habermas.

    E Popper desmascarava as duas principais “receitas” do DISCURSO vigarista desses supostos e pretensos eruditos: 1ª) TAUTOLOGIAS (mais informalmente, são proposições que nada dizem, mas aparentam ser verdadeiras, sob quaisquer circunstâncias) e TRIVIALIDADES temperadas com absurdo paradoxal (paradoxo se revela, resumidamente: quando um conjunto de premissas aparentemente inquestionáveis dá origem a conclusões inaceitáveis ou contraditórias).

    A 2ª receita desmascarada por Popper é “escreva alguma pomposidade de difícil compreensão e, de tempos em tempos, acrescente TRIVIALIDADES. Isso agradará ao ouvinte, que irá sentir-se bajulado por encontrar, num discurso ‘tão profundo’ pensamentos que ele próprio já teve um dia.

    Como exemplos Popper reproduz, e depois interpretra, duas afirmações proferidas por Habermas, em seus escritos.

    Habermas: “a totalidade social não leva vida própria acima da que é unida por ela, da qual ela mesma é composta.”
    ‘Tradução’ do texto acima, por Popper: “a sociedade consiste em relações sociais”.

    Habermas: “a sociedade produz e se reproduz por meio de seus elementos individuais”
    ‘Tradução’ de Popper: as diferentes relações sociais produzem de algum modo a sociedade”.

    É como resume Popper noutra obra: “ esses pretensos eruditos se especializaram em DIZER BESTEIRAS, de forma ALTISSONANTE”.

    Tudo o que foi acabado de escrever vale para todos os supostos eruditos de esquerda, como os aqui citados pelo Luciano.

    • Certo, o primeiro volume do livro Direito e Democracia de Habermas é completamente ilegível do início ao fim, por conta desses embustes aí que parecem feitos apenas pra esnobar o leitor. Já no Mario Cortella não identifico esse tipo de coisa, pelo contrário, procura ser claro apesar da complexidade dos temas, não vejo nele essa defesa esquerdista pintada no artigo aqui

  5. Colega eu até estava achando que falava com o professor de deus, mas depois que você falou que a corrupção é de responsabilidade do PT prefiro ficar com a tese de Karnal que a corrupção é de responsabilidade do sistema politico podre brasileiro, ou será que você quer convencer as pessoas que a corrupção no Brasil passou a existir a partir de 2002. Seu texto é muito pobre em argumentos, na verdade você não chega nem perto em inteligência dos três. Não esqueça nunca que tem brasileiros ainda que pensam.

    • Kim Lima,

      Você pode tentar mentir o quanto quiser, mas este é um site de ceticismo político, método específico para identificar mentiras políticas. Eu não disse que “a corrupção é de responsabilidade do PT”, mas sim que o PT hoje tem a EXCLUSIVIDADE em PROJETOS TOTALITÁRIOS DE PODER NO QUAL A CORRUPÇÃO É UM DOS PILARES.

      Como os petistas tentaram (e perderam) nos transformar em uma Venezuela – tendo a corrupção como base deste projeto – estão tentando esconder suas intenções.

      A corrupção não passou a existir desde 2002, mas, a partir de 2003 começou um projeto totalitário de poder que tinha intenção de causar miséria, racionamento, perseguição de divergentes e até escravidão.

      Os petistas perderam essa batalha, chore o Karnal o quanto quiser.

      Abs,

      LH

      • Parabéns , é isso mesmo que o PT fez , senti isso deles e sofri e vi muita gente sofrendo , através da ignorância desenfreada das pessoas , que a partir deles começaram a preencher cargos de chefia , confiança , com o único intuito de massacrar as pessoas , que não se ajustavam na camaradagem esquerdista deles …

    • Como sempre, esquerdista pinça palavras em um texto e começa a construir uma inverdade. Kim Lima em nenhum momento do texto vejo afirmação do Luciano que a corrupção é de responsabilidade do PT, mas sim, que o PT a usou fortemente para o seu projeto de poder perpétuo (felizmente derrotado nas últimas batalhas, mais ainda não completamente vencido nesta guerra), arruinando nossas estatais, promovendo o anarco-capitalismo e corrompendo todas as instituições nas quais seus tentáculos conseguiram tocar.

  6. Perfeito!O que me deixa mais enojada em tudo isso,é ver gente tentando defender isso.É inacreditável que se prestem a um papel tão ridículo de “massa de manobra”,que só serve ao projeto inicial,depois é lindamente descartada.A cegueira ideológica é perversa e suja!Há um ditado chinês que resume bem isso:” Se um homem me engana uma vez, a vergonha é dele. Se ele me engana duas vezes, a vergonha é minha.”Neste caso,existem pessoas que foram enganadas dezenas de vezes!

  7. Caríssimo Luciano.

    Faça um pequeno favor.
    Monte um texto onde mostra de forma simples e direta a forma de refutar estas coisas.
    Certa vez vi um vídeo do Olavo em que ele mostrava como refutar um professor esquerdopata.
    Considerei a situação interessante, mas perigosas para os alunos de idade mais jovens (caloros universitários).
    Se puder fazer o mesmo seria ótimo.

    Uma dica (acredito que já te disseram isso e que já deve ter pensado), coloque as fontes das colocações deles, desta forma fica mais do que evidente a posição deles.

    No vídeo do Nando Moura, ele deixa as fontes, para que as mesmas sirvam de fonte de estudo e refutação.

    Parabéns pela coragem e trabalho.

  8. Fiquei pensando com meus botões…. Discutir isso, por fim, é ser igual à eles extrema esquerda e extrema direita. Não resolvem nada… muita discussão e pouca produtividade para a vida… à cada um é dado o direito e o livre arbítrio de decidir o que é bom para si… o respeito às diferenças, e a tolerância de opinião, flexibiliza o a vida e a faz mais harmoniosa…. bora trabalhar e fazer algo de útil na vida bando de pseudos intelectuais?

  9. Nenhuma novidade quanto ao cortella. Sua formação é Paulo freiriana, foi secretário de Luiza Erundina quando a mesma era prefeita da cidade de são paulo e na época filiada ao PT. Karnal tem um memória privilegiada, é capaz de citar 1500 datas e 2000 autores em 90 minutos de palestra. Segue um script em suas palestras como um roteiro hollywoodiano. É o que mas procura disfarçar sua esquerdopatia, mas só engana aos incautos e deslumbrados. Clovis de Barros faz o estilo relaxado, tipo engraçado e é o mais simpático deles..Acho que os 3 são inteligentes e dizem coisas interessantes para o entendimento da história, da filosofia e da ética através dos tempos e da vida atual. Tendo lá suas virtudes ou não, nos cabe apenas extrair deles aquilo que por ventura nos venha acrescentar algo de bom ao nosso conhecimento e descartando aquilo que por ventura tenham de ruim. É como comer um picanha gordurosa. Se você não quer comer a gordura, ou por razôes de prevenção a saúde ou por não gostar, separe e retire a gordura e coma só a carne.

  10. Esquerda, direita ou “AMBIDESTRO”, o que importa é que saibamos separar o que é bom do ruim, do que essas pessoas passam, eu já vi e ouvi entrevistas e videos dos 3, só fica cego e se direciona ao errado se não tiver um minimo de educação escolar e familiar. Coisa que falta e sempre faltou de qualidade em todos os governos que tivemos.

  11. DETESTO ESSE PAPO DE SEGUIR, DETESTO COLOCAR PESSOAS EM CATEGORIAS, ATÉ PQ ESSAS ATITUDES IGUALA TODOS NO MESMO ANTRO E NÃO DIFEREM NINGUÉM. CONHECE OS 3, BARROS É UM EXCELENTE PROFESSOR DE FILOSOFIA (O FATO DE ALGUÉM SER BOM EM ALGO, NÃO TEM NADA HAVER COM SUA IDEOLOGIA, MAS SIM NAQUILO Q ELE É EXCELENTE E ELE O É). KARNAL DOS 3 É REALMENTE O PIOR, SEM DÚVIDA, TEM HABILIDADES BOA DE MANIPULAÇÃO, MAS ELE TEM CRISE EXISTENCIAL (ISSO É ALGO Q POUCOS PERCEBEM). PORTELA É UM EXCELENTE CRÍTICO DA EDUCAÇÃO INFANTIL, MUITAS DAS VEZES CONCORDO COM ELE EM ALGUNS ASSUNTOS, MESMO ELE TENDO VIÉS DE ESQUERDA E NÃO DE EXTREMA-ESQUERDA. O CASO É Q EXISTE TB O FELIPE PONDÉ, Q QDO OS 4 ESTÃO JUNTOS MELHORAM E MUITO NAS SUAS ARTICULAÇÕES E ARGUMENTAÇÕES PQ PONDÉ SEGURA A ONDA DELES E, NORMALMENTE ELES FICAM SEM ARGUMENTAÇÃO. A ÁREA DE HUMANAS TENDE A SER DE ESQUERDA, MAS ISSO NÃO DIMINUI O SEU VALOR. NA FILOSOFIA EXISTE ESPAÇO PRA TODOS OS PENSAMENTOS, MAS INFELIZMENTE QUEM DOMINA É O PSOL, PCB E PT, MAS ESTÃO APARECENDO INSURGENTES. O CASO É O SEGUINTE, ELES TEM MUITA COISA BOA PRA DAR E NÃO PRECISAM DE PAREDÃO O Q SE PRECISA É Q O POVO PENSE E NÃO ESPERE Q PENSEM POR ELE. ELES NÃO TEM CULPA DA PREGUIÇA POPULAR EM PENSAR!!!

    • ELES NÃO TEM CULPA DA PREGUIÇA POPULAR EM PENSAR!!!

      Essa é uma das rotinas mais básicas dos seguidores do trio. Eles mentem e depois invertem relações de causa e efeito e, no fim, dizem que “a pessoa está pensando”. Por favor, gente, o ser humano é melhor que isto. Não pode cair em truques assim.

  12. É perda de tempo e de paz, ler ou dialogar com quem chama Paulo Freire de Vigarista Intelectual … esse é o Unico Titulo Negativo que o ilustre brasileiro recebeu … o mundo reconheceu o brilhantismo de Freire … menos esse beocio complexado … acho que nem Terapia de Vidas Passadas resolve esses casos complexos … e nem Jesus … Só Deus na causa …

Deixe uma resposta