As mentiras e contradições da nova personagem do momento da extrema-esquerda

31
119

O discurso da aborrescente Ana Julia Ribeiro em plenário se tornou motivo de comemoração da extrema-esquerda por sua narrativa em favor das invasões de escolas. A comemoração talvez não tenha sido tanto pelo resultado – já que as invasões estão partindo para a ilegalidade e desgastando o movimento – mas pelo fato de que os totalitários descobriram que já tem alguém para integrar suas fileiras no futuro, uma vez que ela possui os traços de psicopatia necessários para o serviço.

Não há uma palavra que saia da boca de Ana Julia que seja verdadeira.

Segundo ela, as invasões – que ela chama de “ocupações” – são apartidárias, mas isso já está desmascarado não apenas pela agenda totalitária do movimento, como pelas declarações de todos os líderes políticos que apoiam a barbárie contra o direito dos alunos estudarem.

Ana também responsabilizou os parlamentares pela morte de seu colega, Lucas Eduardo Araújo Mota, de 16 anos, nas dependências do Colégio Estadual Santa Felicidade, invadido pelos milicianos. Mas a verdade é que a responsabilidade pertencia aos invasores, que proibiram a presença de policiais e dos pais no recinto. Ela está do lado dos culpados.

Cínica, ela ludibriou: “Ontem eu estava no velório do Lucas e eu não me recordo de ver nenhum desses rostos que estão aqui lá, não me recordo”. Mas a máfia também costuma ir ao velório das pessoas que matou. Ir ao velório não é prova de inocência de ninguém.

Disse: “Vocês estão aqui representando o Estado e eu os convido a olhar nas mãos de vocês. Estão sujas de sangue. O sangue do Lucas está na mão de vocês, que representam o Estado”.

Apavorado com o cinismo psicopático de Ana Julia, o deputado estadual Ademar Traiano (PSDB) ameaçou cortar a palavra da estudante: “Vou fazer uma intervenção. Com o devido respeito à sua idade e à sua família. Aqui você não pode agredir o parlamentar”.

A mentira da socialista foi tão acintosa que ela chegou a pedir desculpas, o que é uma vergonha absoluta em termos de guerra política.

Ela também atacou o Escola sem Partido: “É uma afronta, uma escola sem partido é uma escola sem senso crítico. É uma escola racista, é uma escola homofóbica […] Uma escola sem partido nos insulta, nos humilha. Nos fala que não temos capacidade de pensar por si próprio. Só que a gente tem e a gente não vai abaixar a cabeça para isso”.

Nova Mentira.

Ela está querendo dizer então que alguém que dá um curso de gestão de projetos sem tomar partido de uma ferramenta para gerentes – assumindo a postura “vendor neutral”, ou seja, sem direcionar os alunos a comprar uma ferramenta específica – está “insultando e humilhando” os alunos? Engraçado: pois os cursos “vendor neutral” são os mais requisitados nesse mercado de treinamentos.

É fato: qualquer pessoa que acredite na lorota de que “é impossível ensinar sem tomar partido” ou é ignorante ou está de má-fé.

Ela gastou um bom esforço para tentar convencer a patuleia de não ser doutrinada: “[Denunciar a doutrinação] é um insulto a nós que estamos lá nos dedicando, procurando motivação todo dia, sermos chamados de doutrinados. É um insulto aos estudantes, é um insulto aos professores”.

O detalhe é que ela dificilmente teria coragem de ir defender suas propostas totalitárias em território aberto e não controlado. Pois aí todos veriam que ou ela é doutrinada ou está com segundas intenções. Nos dois casos, ela seria desmascarada.

Na verdade, nenhuma pessoa intelectualmente honesta é contra a PEC 241 ou contra a reforma do ensino médio. Só monstros ou zumbis se posicionam conscientemente contra as duas medidas.

Quem é contra a PEC 241 decidiu lutar pelo aumento do desemprego, uma vez que as contas públicas precisam estar em dia para que os investidores (e empregos) voltem. Quem é contra a reforma do ensino médio luta para que os alunos não tenham capacitação para os poucos empregos que restam. É por isso que ou Ana Julia é doutrinada ou odeia conscientemente os estudantes.

Mas podemos acreditar nisso: “Nós não estamos lá de brincadeira, nós sabemos pelo que estamos lutando.”

Todavia, nisto não podemos acreditar: “A nossa bandeira é a educação, a nossa única bandeira é a educação. Nós somos um movimento apartidário, nós somos um movimento dos estudantes pelos estudantes”.

A bandeira de Ana Julia é a do totalitarismo, que depende do saqueamento de estados – e por isso os socialistas não querem um teto de gastos – e da doutrinação de alunos em zumbis, razão pela qual eles odeiam a reforma do ensino médio.

É por isso que acreditamos que ela sabe pelo que está lutando. Ana Julia luta para destruir o futuro dos estudantes, escolhendo acabar com empregos e com a formação profissionalizante dos alunos para os poucos empregos restantes.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

31 COMMENTS

  1. Não seria melhor que os políticos da oposição que estavam ali escutando essa trambiqueirinha usassem do mesmo recurso que a esquerda usou ao colocá-la lá?

    Não seria melhor levar para a tribuna um estudante – pode ser até com textos prontos, escritos por membros do MBL ou oposição ao PT – desmascarando a farsa dessa fedelha?

    • E nesse caso vão usar a desculpa de que a “direita” está usando menores de idade como escudo para se proteger dos jovens ativos, inteligentes e revolucionários da esquerda. Melhor coisa é simplesmente deixar que eles continuem com seu discurso de ódio até o momento que os pais perceberem o que estão fazendo com seus filhos e botem essa corja pra correr de uma vez com todas.

      • Homero, se a esquerda fizer isso que você disse, use a mesma estratégia contra ela.

        Eu, hoje, tenho o seguinte pensamento:

        “USE AS IDEIAS DA ESQUERDA CONTRA A PRÓPRIA ESQUERDA.”

  2. Não seria melhor que os políticos da oposição que estavam ali escutando essa trambiqueirinha usassem do mesmo recurso que a esquerda usou ao colocá-la lá?

    Não seria melhor levar para a tribuna um estudante – pode ser até com textos prontos, escritos por membros do MBL ou de outro movimento de oposição – desmascarando a farsa dessa fedelha?

  3. Saiu uma notinha no Antagonista sobre o apoio do PC do B do Orlando Silva à candidatura do Rodrigo Maia, para engavetar a CPI da UNE. Essa bagunça promovida pelas grupos comunistas é apenas uma forma de pressão para desviar a atenção da roubalheira da UNE. O que menos interessa a esses comunas é a educação. Deve-se reconhecer que são muito organizados, isto é, perigosos. Agora, esses alunos são uns perfeitos retardados, idiotas úteis. O máximo que eles poderiam fazer é reclamar dos professores que NÃO ENSINAM. Mas isso passa longe deles. Essa geração medíocre só gosta de ficar transando e fumando maconha sem ser incomodada. Coitados porque quando precisarem de empregos vamos dar um chute na bunda deles.

  4. O Renato está correto. É preciso contrapor esses discursos com outro tipo de discurso. Alguém jovem precisa explicar para outros jovens o quanto estão sendo manipulados. É simplesmente sinistro isso que estamos vendo.Serão necessários muitos anos e muito empenho para colocar a cabeça dessas crianças no lugar.

  5. O que esperar de uma menina doutrinada por professores de esquerda?
    Olha que a minha ideia é boa, fecha essas escolas que esses alunos doutrinados não vão servir para muita coisa na sociedade, só se vitimizar e pedir auxílio para tudo.

  6. Ela é uma psicopata.
    Eles os benditos do Governo são psicopatas de carteirinha pois mentem, roubam e riem de seus atos imundos.
    E nós povinho somos coniventes e omissos em nossos atos pois temos filhos em escolas em precárias condições, professores mau remunerados, ensino de péssima qualidade, merenda podre nas escolas, material escolar e uniformes entregues no final do ano letivo e muitas outras necessidades que não damos a minima importância.
    Mais estamos de olho numa psicopata mirim que vai para mídia fazer protesto quando deveriamos protestar sobre tudo de errado a nossa volta.
    Governantes corruptos, Estado com roubos de caixa superfaturados, Hospitais sem Médicos e sujos sem leitos e sem pior atendimento digno.
    Para aqueles que nunca estudaram num Colégio Público é bom mesmo ficar longe deles pois são uma porcaria em todos os sentidos. Mais Eu e que sou pobre e necessito dar educação aos meus filhos sei bem como é isso.
    Luto pela educação, pelo bom funcionamento do ensino público, por uma Instituição publica melhor.
    Não adianta público plateia para show em plenário, nossa luta é no dia a dia.

  7. O puxadinho do PT vai sendo construído de forma patética e imoral com a manipulação de jovens cheios de esperança, que sofismados pelo discurso sínico dos esquerdopatas acabam emprestando suas habilidade e arroubos corajosos para os manipuladores que permanecem escondidos atrás das moitas!
    Petistas, Psolistas e comunistas são todos covardes!

  8. Movimentos de esquerda querem saquear o governo. O dinheiro do governo vem do povo. O dinheiro do povo não ta sendo gasto no povo. Quem ta saqueando quem?

  9. Dizer que a ocupação é apartidária e depois criticar o projeto Escola sem Partido é caso de internação. Algo do tipo: “Decorei o texto que meu amigo passou ara mim. Igual eu faço nas aulas de História”. Concordo com o texto em 100%. A Esquerda celebra a estréia de uma nova psicopata.

  10. Estão dizendo no blog do Constantino que ela é filha de um advogado petista militante do Estado do Paraná. Salvo engano, disseram até que seu pai integra ou integrou diretório do PT naquele Estado.

  11. E há outra incoerência que tem passado batido (uma mentira não fecha com a outra): primeiro ela diz que o ESP “nos insulta, nos humilha. Nos fala que não temos capacidade de pensar por si próprio”. Depois diz que os invasores não têm as mãos sujas de sangue porque é dever do Estado cuidar dos adolescentes.
    Afinal, eles são maduros o suficiente para agüentar a doutrinação a ponto de que professor nenhum conseguiria os doutrinar, ou são pessoas frágeis e precisam da tutela do Estado ao ponto de não se regerem por si e por isso não serem responsáveis por usarem drogas e pelo o esfaqueio de um deles?
    Vejam como ela alterna os perfis de “autodeterminação plena” ao coitadismo infantil em um cinismo alucinante, como quem liga ou desliga um interruptor de luz.

  12. Luciano, sua refutação foi boa, mas você passou o texto todo batendo na luva, não no lutador adversário. Ela é a “Patrícia Lélis” da vez, a bola do jogo. Os parlamentares que a convidaram e se beneficiaram da fala dela é que devem ser envergonhados e ridicularizados pela crueldade de usar uma menina que não tem nem capacidade legal de responder por seus atos como fantoche para seu jogo político. Bater nela não ajuda muito…

    • Nao faz diferença para ela cara… nao adianta ficar nesse joguinho comparando partidos, ela simplesmente vai falar que nao é petista.
      A questao nao é corte, ja que a PEC 241 nao vai promover um pouco mais de responsabilidade fiscal…

Deixe uma resposta