Invasores funcionais não sabem responder perguntas por terem sido transformados em zumbis

0
92

Há dois tipos de esquerdistas, assim como dois tipos de ultraesquerdistas: os beneficiários e funcionais. Os beneficiários sabem que o esquerdismo é baseado em mentiras e agem de caso pensado. Para eles, o esquerdismo é sempre um grande negócio. Os funcionais são os pascácios feitos de tontos pelos beneficiários. Geralmente, não ficam com a grana do butim.

As invasões das escolas são promovidas por beneficiários – geralmente, líderes de sindicatos, professores doutrinadores e políticos de extrema-esquerda -, que morrem de rir de como fizeram de trouxas os alunos que caíram em sua conversa.

É fácil encontrar os alunos doutrinados, que estão fazendo papel de bestas diante de questionamentos, principalmente por terem tido o cérebro lavado. São movidos por emoções ligadas a sentimentos enfiados em suas cabeças por doutrinadores que deles abusaram psicologicamente.

Não é por outro motivo que eles não estejam tão preparados para o jogo político quando são questionados e expostos em suas contradições. Seus doutrinadores sabem exatamente o que é a PEC 241, e estão contra ela por quererem o saqueamento estatal. Os alunos doutrinados não sabem dar uma resposta coerente para seu posicionamento. Os beneficiários querem a grana saqueada do estado – e por isso não querem um teto de gastos -, mas não repartirão essa verba com os funcionais. Tomem, bestas.

Vítimas de estelionato educacional, perderam a capacidade de pensar. Provavelmente muitos não terão futuro profissional, até porque qualquer pessoa que se porte em uma reunião da forma como eles se apresentam diante dos questionamentos tomará até expulsão de sala. Quando isso ocorre, a empregabilidade vai ao chão.

Vítimas de ficções criadas por socialistas espertalhões que não os respeitam, ficam constrangidos quando não tem o que responder. A incapacidade de responderem às questões mais básicas quanto ao que sabem da PEC 241 ou da reforma do ensino médio é sua maior vulnerabilidade. Também é razão para que eles sintam vergonha. Uma vergonha merecida para quem se submeteu à lavagem cerebral.

Curta-nos e siga-nos no Facebook para receber todas nossas atualizações!

Para adquirir o livro “Liberdade ou Morte”, você pode consultar o site da Livraria Cultura ou da Saraiva.

Anúncios

Deixe uma resposta