Um dia após o outro: Clarissa, que humilhou Cunha na Câmara, agora vê o pai ser preso

6
137

Clarissa Garotinho, com toda a soberba moral típica dos hipócritas, discursou brevemente contra Eduardo Cunha no dia em que votariam sua cassação. Ela o achincalhou, ofendeu, atacou sua moral e literalmente o humilhou diante de todos. Se aproveitando da culpa e da frouxidão de Cunha, a mocinha pisoteou em cima dele com bastante vontade (ver aqui). Ela o chamou de psicopata, covarde, entre outras coisas.

Eis que hoje, praticamente um mês depois, é a vez de Clarissa chorar. Seu pai, o ex-governador Anthony Garotinho, foi preso a pedido do Ministério Público por crime eleitoral, e isso poucas semanas após sua mãe, Rosinha Garotinho, ter o mandato como prefeita de Campos cassado. Com sua mãe acusada de uso indevido de propaganda, com seu pai acusado de compra de votos através do Cheque Cidadão, Clarissa fica completamente desmoralizada após ter humilhado outra pessoa com toda a superioridade que não possui.

A lição, aqui, é que Clarissa cuspiu muito para cima e se esqueceu de armar o guarda-chuva. Ademais, todo castigo é pouco para quem se aliou com a corja petista.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. O correto não seria se aliar a corja petista, mais a corja de LADRÕES de TODOS os partidos que infestam nossa politica e tornam nosso país o mais corrupto das Americas.

    Pena de morte para politico ladrão é pouco, seja ele do PT, PSDB, PMDB ou a PQP.

  2. E agora garota, filha do garotinho que comprou votos com cheques de obras sociais, o que vc tem a falar, heim????!!!!!Queremos ouvir, é o seu paizinho que está sendo acusado agora, e tb tem as mãos sujas, como vc falou do Cunha! Vcs são todos farinha do mesmo saco!!!Só querem dinheiro, poder e deixar o povo se fuder!

Deixe uma resposta