Como humilhar Gleisi com facilidade após sua requisição por "renúncia" de Temer

2
65

Na era da Internet, respostas “lacradoras” valem ouro e dão o tom de qualquer discussão adulta na política. É como naquele ditado: oportunidade não é coisa que se perca.

Ocorre que durante uma sessão não deliberativa desta sexta-feira (25), a senadora petista Gleisi Hoffmann (PT-PR) citou o caso envolvendo o enrosco do ministro Geddel Vieira Lima. Ao se anunciar que haveria um grampo entre Calero e Temer, os petistas já anunciaram que vão pedir o impeachment, como já fizeram 50 vezes antes do início dos governos petistas.

Gleisi disse que mesmo já tendo protocolado o pedido de impeachment, seria uma “grandeza se Temer renunciasse para convocar nova eleição”.  Para início de conversa, se fosse “grandeza”, então por que Dilma não renunciou? Como se vê, estamos diante de mais uma instância de duplo padrão petista.

Mas a resposta deveria ser: “Se os petistas realmente acreditassem em seu pedido de impeachment, não pediriam a renúncia. Se pedem a renúncia, é porque nem sequer acreditam na seriedade de seu pedido de impeachment e sabem que estão querendo dar, agora sim, um golpe”. Em suma, qualquer “pedido de renúncia” vindo do adversário deve ser exposto como fragilidade das alegações oponentes.

Claro que Temer não precisa se rebaixar para falar com uma senadora insignificante como Gleisi. Mas algum de seus aliados poderia dar essa resposta para humilhá-la. A oportunidade está aí…

Anúncios

2 COMMENTS

Deixe uma resposta