Questão cubana: quando a direita aprenderá o significado das expressões "dar certo" e "dar errado"?

8
81

Estamos vendo muita gente de direita dizendo que o “socialismo deu errado” em Cuba. Logo, Fidel é um monstro porque seu socialismo “deu errado”. Em seguida, essas mesmas pessoas – que adotam aqui a fé cega na crença – dizem que o socialismo “nunca deu certo”. Na verdade, é o exato oposto: o socialismo massacrou tantos em Cuba porque, infelizmente, deu certo.

Ao que parece duas expressões básicas estão gerando seríssimo problema cognitivo na direita de novo. São elas: “dar certo” e “dar errado”.

Vamos a dois exemplos.

Exemplo 1: Um assaltante tenta emboscar, assaltar e matar uma vítima

Imagine que um assaltante esteja planejando roubar uma vítima que transita em uma rua isolada. O plano do assaltante é roubar toda a grana da vítima e depois esfaqueá-la, na altura do estômago. Ele entende que o ideal é não apenas roubar a grana, mas também matar seu alvo. Mas de repente a vítima descobre que está para sofrer a emboscada e pula dentro de um táxi, que está a 100 metros do bandido.  A potencial vítima se safa. O assaltante se frustra. Dizemos aqui que o assalto e o latrocínio deram errado. Se tivessem dado certo, a vítima estaria morta.

Exemplo 2: Um estuprador planeja estuprar e depois matar uma jovem

Imagine que um estuprador que fugiu da cadeia e está perseguindo uma jovem nas redondezas esteja armando capturá-la para coagi-la na direção de um terreno baldio, onde pretende estuprá-la e depois matá-la. Porém, ela o reconhece à distância, pega o seu celular. Não demora para a polícia chegar, prendendo o potencial estuprador. Ela vai para sua casa, à noite, sã e salva. Ela só pode se sentir aliviada (e viva) por que o estupro deu errado. Se tanto o estupro como seu posterior assassinato tivessem dado certo, ela estaria morta.

Definições de “dar certo” e “dar errado”

Basta deixar os dois exemplos na mente e notar o que cada expressão significa.

Dar certo: Dizemos que algo “deu certo” quando (1) avaliamos uma intenção, (2) julgamos os resultados de acordo com essa intenção, (3) identificamos que a intenção foi atingida.

Dar errado: Dizemos que algo “deu errado” quando (1) avaliamos uma intenção, (2) julgamos os resultados de acordo com essa intenção, (3) identificamos que a intenção não foi atingida.

Alguns poderão dizer: “ah, Luciano, mas isso é óbvio”. Na verdade é, mas algumas pessoas de direita continuam se complicando com isso.

O povo cubano sofreu tanto apenas porque o socialismo deu certo

Hoje vimos muita gente bem intencionada de direita dizendo que Fidel Castro provou mais uma vez que o socialismo não dá certo. A realidade vai na contramão: assim como nos casos de estupro e de assassinato, tudo que queremos é que o socialismo não dê certo.

A população cubana hoje vive em um verdadeiro inferno – lembre-se que Raúl Castro continua por lá, seviciando seu povo – porque o socialismo foi levado a cabo até o fim, quase como ocorreu na Coreia do Norte.

É por isso que me assusto ao ver pessoas dizendo que o socialismo “não deu certo” em Cuba. Há de se perguntar: “Fidel Castro conseguiu matar mais de 100.000 pessoas em seu regime totalitário, o qual é o único fim do socialismo. Se você acha que isso significa que o socialismo não deu certo, quantos você acha que deveriam ter sido assassinados então? 1 milhão? 2 milhões?”.

Anúncios

8 COMMENTS

  1. O socialismo pode dar certo se contar com a tolerância e a conivência dos líderes ocidentais. Richard Nixon promoveu a abertura comercial com a China, sem exigir uma contrapartida de abertura democrática. Segundo os esquerdistas americanos, foi a única coisa que Nixon fez certo. A cúpula do partido comunista chinês agradece.

  2. Vejamos por dois lados:

    (1) avaliamos uma intenção ALEGADA [os socialistas DIZEM que o socialismo é melhor que o capitalismo], (2) julgamos os resultados de acordo com essa SUPOSTA intenção, (3) identificamos que a intenção ALEGADA não foi atingida.

    SE aceitarmos que a premissa 1 é verdadeira (eles são sinceros), ENTÃO o socialismo deu errado.

    SE rejeitarmos a premissa 1 como mentira hipócrita, ENTÃO o socialismo deu certo.

    Concordo que muitos liberais e conservadores ainda acreditam em algum grau na sinceridade dos líderes socialistas e que isto deve ser exposto como ilusão.

    Mas também ocorre que, quando eles dizem que o socialismo nunca deu certo, referem-se à premissa 2. O “nunca deu certo” quer dizer “sempre deu maus resultados”.

    Sim, devemos aprimorar a forma como nos expressamos. Porém, é necessário atacar tanto a premissa 1 quanto a premissa 2: apontar tanto os maus resultados sistemáticos quanto a verdadeira intenção deles, expô-los como os psicopatas que são.

    * * *

    • É impossível atacar as duas premissas. Se uma é verdadeira, a outra é falsa. Temos que insistir e defender melhor a tese de que a premissa que nós acreditamos (que eles INTENCIONALMENTE adquiriram poder totalitário), até porque, ninguém se torna um ditador “por acidente”. O fato de que TODOS os regimes socialistas resultaram em ditaduras, revela muito do caráter de quem adere a essas idéias. Isso TEM QUE SER ESFREGADO NA CARA DELES À EXAUSTÃO! Ninguém se torna um ditador sem querer MUITO e se esforçar MUITO pra isso.

  3. É fácil matar essa charada sobre se alcançou o objetivo ou se fracassou no objetivo.

    Temos que julgar qual o verdadeiro objetivo e não aquele objetivo declarado.
    Um estelionatário que vende um terreno inexistente afirma que sua intenção é oferecer um bom negócio. Contudo ELE SABE que o imóvel não existe. Logo o seu tgolpe DÁ CERTO quando alguém compra o seu “terreno”.

    Não faz sentido cogitar que a venda do terreno deu errado, pois a intenção do canalha era vender o terreno.

    Ninguém pode cogitar que as intenções de socialistas, sejam utópicos ou “científicos”, são defensáveis. É impossível tal dúvida diante dos fatos:

    1 – Sobre socialistas “científicos”: Apesar da ideologia marxista ser um claro embuste, tamanhas as idiotices que contém; seja a manipulação semântica ou seja a falta absoluta de lógica ao ponto de Marx inventar a inexistência da lógica como se lógica fosse. Contradizendo sua própria afirmação ao pertencer a classe oposta aos proletários. O que por sua afirmação impediria de entender a lógica alheia. Esse polilogismo marxista é absolutamente idiota. Igualmente idiota é a afirmação de que o valor de um bem é objetivo e mensurado pela quantidade de horas trabalhadas para produzi-lo. Coisa tão idiota que Marx teve que sofismar alegando existir um valor padrão, pretensamente objetivo. Quem póderia descobrir tal padrão para indefiniddos modelos de indefinidas criações de bens e serviços?
    Enfim, há incontaveis DOGMAS MARXISTAS inexplicáveis, sendo meramente afirmações das mais imbecis que chegam mesmo a variar segundo a conveniência do momento. Somando-se falsificações históricas e PERORAÇÕES deliberadamente para histeria emocional, sem qualquer apelo racional. Onde manipulações semânticas, eufemismos, hiperboles e toda sorte de histerias em caretas de repudio ou gritos de indiganção como os melhores argumentos do marxismo. Ninguém com inteligência superior a de uma galinha pode afirmar que realmente acredita no marxismo: é ambição ou inveja que produz socialistas “científicos”.

    Ademais possuem a PROVA PRATICA de que emTODO LUGAR ONDE FOI TENTADO o resultado se repetiu: genocídio, miséria e apenas para os revolucionários hierarquizados o luxo sem trabalho.

    2 – Sobre os socialistas utópícos: eles não podem negar que sua ambição é eticamente condenável. trata-se de uma insofismável injustiça:
    Ameaçar de opressão, expropriação maior ou morte a alguém para força-lo a ceder à vontade alheia sob a égide de uma “grande causa” é algo absurdo, autocontraditório, tipo:

    – sou bonzinho e quero dar esmola para o mendigo que tá sofrendo porque não gosto de ver outros sofrerem; SE VOCÊ NÃO ME DER O DINHEIRO para eu DAR UMA PARTE ao MENDIGO, EU TE CAUSAREI IMENSO SOFRIMENTO.
    Que sentido faz isso? …eu atacar ferozmente um inocente, para causar-lhe horriveis sofrimentos, porque não suporto ver ninguém sofrer (até mesmo um bandido). Que bondade é essa? …e ainda exijo remuneração por minha “bondade”. PQP! só abaixo de imbecis para crerem nisso.

  4. então o socialismo não deu certo por causa dos mortos? então que tal contar os mortos causados pelo sistema capitalista? pior, que tal contar todas as crises que acontecem constantemente no capitalismo e depois me diga: o capitalismo deu certo? para quem?

  5. Mais uma vez, excelente análise e “desenho”, pena que uma grande parte dos internautas são semi-analfabetos e não entendem nada, nem desenho. Só discordo num ponto, não são “algumas pessoas de direita” que possuem esse defeito que você mencionou, são a maioria.

Deixe uma resposta