Extrema-esquerda luta tanto contra corrupção quanto Suzanne von Richtofen amava seus pais

3
180

Qualquer pessoa de direita que está sendo enganada pela extrema-esquerda ao acreditar que sujeitos como como Ivan Valente, Jean Wyllys e Lindbergh Farias estão motivados na “luta contra a corrupção” se arrependerá amargamente no futuro quando forem publicamente reconhecidos como massa de manobra de seus inimigos.

O novo discurso dessa gente petista, psolistas e pcdobista dizendo que “está contra a corrupção” é provavelmente a grande piada do ano. E tem gente levando a coisa a sério.

Aliás, se engana quem acredita que o maior problema dos partidos de extrema-esquerda é a corrupção. A coisa vai muito além disso. Na verdade a corrupção se reduz com desestatizações, regras claras e desaparelhamento estatal. E, é claro, o apoio a procuradores e juízes que lutam contra a corrupção.

Mas os partidos de extrema-esquerda são orientados para aumentar as estatizações, eliminar quaisquer regras claras e aumentar o aparelhamento estatal. Isso porque para eles a corrupção é apenas um meio para se conseguir o poder totalitário. Quer dizer: corrupção não é suficiente para os partidos de extrema-esquerda. Eles precisam levar a corrupção a um nível inédito para conseguir o poder absoluto.

Somente assim é possível que um quilômetro de estrada custe, na Rússia, 36 vezes mais do que custaria nos Estados Unidos. Ou como é que você acha que Kim Jong-Un conquistou um harém, que Nicolas Maduro custa U$ 2,5 milhões por dia e que Fidel Castro morreu com uma toruna de U$ 900 milhões de dólares? É evidente que os partidos da extrema-esquerda tem como único fim levar a corrupção a patamares absurdos.

É por isso que partidos como PP, PMDB, DEM e PSDB sempre serão recebedores de dinheiro de pinga perto da corrupção gerenciada por um partido como o PT.

Acreditar nessa nova disposição de petistas, psolistas e pcdobistas de lutar contra a corrupção é como acreditar que Suzanne von Richtofen é um símbolo do amor aos pais.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Sempre afirmei que PSOL e PT são “farinhas do mesmo saco” (de LIXO, evidentemente); e que se o PSOL, em algum momento, chegar ao Poder, irá atuar EXATAMENTE da mesma FORMA que o PT.

    E já começa a atuar, na oposição, EXATAMENTE como essa EXCRESCÊNCIA da política, no Brasil, designada por PT, atuava.

Deixe uma resposta