Ao organizar tumulto em velório da Chapecoense, milícias pró-PT adotam a psicopatia total

13
171

Temer segue caindo nas armadilhas da extrema-esquerda. Ele decidiu viajar para Chapecó (SC) para participar do velório dos jogadores do Chapecoense, neste sábado (3). Porém, sua equipe identificou que as milícias pró-PT iriam fazer um barraco durante o velório. Por isso, Temer decidiu que vai permanecer apenas no aeroporto.

Não demorou para que a extrema-esquerda provavelmente instigasse o pai de um atleta para dizer que a atitude de Temer não seria digna. Usar o pai desesperado de um atleta parecia ser a covardia suprema dos petistas, mas a coisa vai além.

Para início de conversa, Temer errou ao decidir não ir ao velório. Ele deveria ir e esperar que a escória da humanidade fosse vaiá-lo. Daí, durante as vaias, deveria humilhar os petistas por sua monstruosidade e desumanidade. Claro que será preciso manter a serenidade e não “cair na pilha”, mas o cenário se tornaria favorável para Temer.

Ao se recusar a ir ao velório, no entanto, Temer permitiu que os petistas novamente controlassem a narrativa. Se os petistas tivessem a oportunidade de vaiá-lo em pleno velório, poderiam ser expostos como psicopatas. Mas ao desistir de participar, permitiu que os petistas o chamassem de covarde.

Ainda dá tempo de Temer mudar de opinião. Comparecer ao velório, esperar que a escória petista inicie a baixaria e depois providenciar o velório da moral petista (como se isso fosse necessário). Aqueles que usam uma tragédia para praticar baixaria política são vermes.

Se Temer não for ao velório, perderá a oportunidade de fazer com os petistas aquilo que os internautas fizeram com o Catraca Livre.

Anúncios

13 COMMENTS

  1. Acho que tem algo errado nessa reportagem, veja por que. Pesquisas anteriores confirmaram que “as escórias ” petista representa algo em torno de 7 a 11 porcentos da população brasileira. Já o grau de repúdio ao governo Tamer está em torno de mais ou menos 68% da população, dito feito notamos que prevalece a retórica da reportagem onde aponta que somente “as escória petista” estava planejando vaiar o presidente Michel Tamer. Eu e muitos internautas aqui, não somos escória petista, somos patriotas e caso necessário vamos vaiar sim, vamos vaiar para demostrar o nosso repúdio a ele e ao seu apoio aos corruptos e ladrões na Câmara e senado. Vergonha.

    • Justino,

      Mas este blog também compreende as críticas às pessoas de direita que estão sendo utilizadas como massa de manobra dos petistas. Assim, quando você diz que “há pessoas de direita que vão vaiar Temer”, isso já é PREVISTO por tudo que este blog tem argumentado.

      ABs,

      LH

      • Luciano, vejo com preocupação sua postura em colocar todos os que criticam Temer num mesmo saco, denominando-os “massa de manobra de petistas”. Isso pode lhe custar sua credibilidade num futuro próximo e acabar virando um Reinaldo Azevedo da vida.
        Veja só o problema aqui. A lista da Odebrecht coloca quase todo o parlamento e grande parte da alta cúpula do judiciário num mesmo saco no que se refere a recebimento de propinas. A diferença está somente no montante recebido e o tipo de projeto de poder montado com ela.
        A hora prevista desde o início das denúncias chegou. A hora em que se tem provas da atividade corrupta da maioria dos políticos e juizes.
        A pergunta legítima que todos irão fazer é: Como proceder diante da maioria do parlamento e judiciário em posição de ser encarcerado? Quais argumentos legitimariam um possível alívio de barra para uns e aplicação da lei crua para outros? Muitos não engolem essa Luciano!
        O caso aqui é alertá-lo que existem muitas nuances entre os que criticam Temer e os considerados “massa de manobra do PT”.

      • Exatamente Luciano, pode até ser que chegue o momento de vaiar e pedir fora Temer, mas, definitivamente, esse momento não é agora.

      • Perfeito!! Achou q o nr de blogs jornalistas e pseudos direitistas estão aí para conturbar o país, precisamos de paz, Embora a veja distante !!!

    • Penso que no velório em Chapecó não era lugar para manifestação política, falta de respeito com a família,. Se houvesse vaias seja por qualquer, seria uma lamentável falta de respeito .falta de educação. Ali não era festa e sim um sentimento com dor pela morte dos esportistas,O Presidente da Republica é a autoridade maior do pais e tem que ser respeitado nessas ocasiões.Esses fanaticos na política não tem senso , bagunça não quer dizer patriotismo.

  2. Não são baderneiros … São bandidos terroristas …. Coquetel molotov é uma arma cruel … quem taca está tentando incendiar uma outra pessoa … a polícia tem que ter o direito de atirar contra quem usa esse recurso hediondo.
    Chega de palavras boazinhas para com esses bandidos …. eles são terroristas.

  3. Vão para o mesmo saco aqueles que desrespeitam a dor alheia, que, no caso, não tem nada com política, para externar sua raiva e indignação com o governo. Esse tipo de gente é, realmente a escória do mundo, e o motivo de estar tudo tão errado!

  4. Boa tarde, me desculpe pela intromissão….

    Porém, observo uma contumaz e pontual retórica a respeito da política brasileira. E a minha pergunta é singela, alguém está acompanhando os depoimentos da “Lava Jato”????

    primeiramente, vamos falar com relação a esse post…

    A dúvida de Temer de ir ou não ao velório (ele foi)…

    Parece uma situação simples de ser decidida, todavia, como ser humano, (sendo corrupto ou não), pois a comoção no país e no mundo diante da tragédia ocorrida, não apenas pelas vidas dos esportistas, mas também dos profissionais de imprensa e a dor da perda de seus familiares.

    Como ser humano você ao se colocar no lugar dele também não teria dúvidas, não por conta de prováveis retaliações ou vaias, mas por solidariedade e respeito aos familiares em luto???

    Como estadista, e portanto nosso dignatário em ofício, não há dúvidas quanto a atitude a ser tomada… que foi a devidamente tomada.

    Mas, acredito que deveríamos estar mais atentos, que mesmo o país em luto, decretado pelo presidente em exercício, os ‘excelentíssimos de Brasília”, que nunca trabalham em dias normais, se aproveitando dessa comoção geral, alteraram as medidas contra corrupção, implementando punições aos juízes que ousarem se levantar contra eles (leia-se, um acinte direto ao juiz federal Sérgio Moro, da referida “República de Curitiba”).

    Daí, vou parafrasear, o senador Malta, ao indagar indignado ao (execrável) Álvaro Dias, ‘desde quando é crime punir criminosos”.

    Do meu singelo ponto de vista, apenas como cidadã brasileira, não importa o partido, não importam siglas, porque tudo está corrompido, com raríssimas, e muito raríssimas exceções.

    Não possuímos políticos em exercício, temos sanguessugas, nepotistas, e pior não conseguimos descortinar quem são os grandes por trás deles.

    Porque mudam-se as marionetes, mas as contravenções continuam as mesmas.

    Temos democracia apenas como uma pantomima, é um misancene (mise-en-scène).

    Corrupção deveria ser crime hediondo, pois fala-se tanto nos trilhões, e trilhões roubados ao longo de tantos governos (como FHC, Collor de Mello, Itamar Franco, Lula, e tantos outros).

    E o Lula entra com um processo contra o juiz Sérgio Moro por abuso de poder….

    Mas roubar pode, né???

    E, em geral, a sociedade parece esquecer que essas verbas roubadas causaram (e causam) perdas de vidas (um genocídio silencioso, que parece ninguém perceber, ou pior se importar), algo muito similar ao implementado pela extinta URSS na Ucrânia, que apenas agora está sendo investigado pelos juristas de Haia (Holodomor*): medicamentos não chegaram (não chegam) aos pacientes, leitos de hospital são inutilizados, policiais não têm armamento, ou gasolina para seus veículos (ou como perguntou, a jornalista Sherazade: Como é que tem policiamento para garantir a segurança de foliões no Carnaval, mas não tem pra atender a solicitação da população em geral???, como é que tem atendimento médico e de ambulâncias para bêbados, mas não tem para aquele senhor ou senhora que precisa fazer tratamento médico em outra cidade??), a educação totalmente sucateada, etc…

    Enquanto ‘os governadores’ podem tomar cafezinho da manhã que custa 98 mil reais, porque não pode faltar cranberry (mirtilo vermelho) e blueberry(mirtilo), e outras guloseimas do gênero, como aconteceu no Rio de Janeiro, e os funcionários sem receber seus salários, porque afinal de contas ‘nenhum deles tem família, ou contas para pagar, quem são eles para quererem se alimentar, se vestir, ou tomar uma condução para ir trabalhar honestamente’.

    No Paraná, Beto Richa (governador), e seus assessores vão para Paris fazer compras.

    __________________________________________________________________________
    *termo para “morte por fome”, foram mais de 4,5 milhões de pessoas mortas na Ucrânia entre 1932 -1933.
    ___________________________________________________________________________

    E eu me pergunto, quantos em nosso país foram mortos dessa maneira silenciosa, e vil feita pela corrupção.

    Será que algum dia haverá alguém que irá contabilizar essa atrocidade silenciosa e imperceptível. Fala-se no roubo, e no dinheiro, mas não nas vidas perdidas, porque afinal de contas é apenas “o Zé-Povinho”.

    Será???????

Deixe uma resposta