Os três cenários para Temer diante dos monstros que ameaçam tumultuar velório da Chapecoense

4
72

Se Temer de fato não for ao velório da Chapecoense neste sábado (3), estará cometendo um baita de um “errão”, pois se ele lá estivesse e as milícias pró-PT fossem tumultuar, elas é que sairiam desgastadas. Não ele. Ele seria conhecido por alguém vaiado por psicopatas pró-PT em um velório. A equação é das mais simples.

Assim, ele possui três cenários:

(1) Ele não vai no velório: Ele será chamado de frouxo pelos próprios petistas. Sem ir ao velório, não forçará os petistas a irem lá vaiá-lo. Logo, o desgaste para os petistas é mínimo. Temer sai mais desgastado.

(2) Ele vai no velório e é vaiado: Os danos para os petistas serão consideráveis. Ele poderá amplificar o dano ao dar um pito público nos que estão vaiando, expondo-os como pessoas que desrespeitam os mortos.

(3) Ele vai no velório e é agredido: Aqui o dano para o petista é absoluto. É possível praticamente expor as milícias do PT como terroristas da pior espécie.

Como se nota, não faz sentido algum que ele deixe de ir no velório. Ele tem uma oportunidade de ouro em mãos. Se escolher a opção (1), o fará por sua conta e risco. Em política, como este blog sempre tem dito, tudo se baseia em… escolhas.

Anúncios

4 COMMENTS

  1. Luciano, eu colocaria o quarto cenário:

    (4) O Temer não ir, já preparado-se para receber os ataques da milicia de esquerda tentando colocá-lo como insensível, desmascarando a corja dando entrevistas, mostrando para todos que os esquerdistas estavam pretendendo fazer uma manifestação contra ele (Temer) em pleno velório.

    Se o Temer não for ele pode usar isso também a seu favor. Imagine ele podendo falar assim:

    “Eu não fui ao velório pois tive informações dos serviços de segurança de que petistas estavam programando manifestações contra mim. Em respeito as dores dos familiares, amigos e torcedores, preferir respeitar a dor de todos aqueles que estavam ali prestando homenagens a todos os que morreram nessa terrível catástrofe.”

  2. Temer não vai pois o velório é para as famílias e a população e não é para politizar. Independente se for prejudicial a ele. Pensar sob o prisma político uma situação assim é errado. Um presidente, independente de quem seja (mesmo para o vice do pmdb da Dilma) tem que procurar fazer q coisa certa e o certo é não deixar polítizar um momento como esse.

  3. O Temmer foi inteligente disse de última hora que iria para evitar os absurdos ataques do PT num momento tão delicado, uma vez que este partido e as pessoas que dele fazem parte não se importam com uma situação como esta por exemplo de dor e sofrimento, não existe sensibilidade para consideração e respeito.
    Segundo motivo ele não queria causar que tivessem que armar um esquema de segurança porque o Presidente da República estaria presente, teriam que armar um baita esquema de revista na porta e certamente tumultuar um ambiente que era se pura emoção e sofrimento.
    Achei correto é muito equilibrada a decisão.

Deixe uma resposta