Temer vai ao velório da Chapecoense. É o certo. E “ai” dos petistas se fizerem baixaria…

15
99

Michel Temer decidiu ir ao velório da Chapecoense. É a melhor decisão que ele poderia tomar, como este blog praticamente implorou ontem. Não estamos aqui nem na esfera da decisão política, mas da decisão moral: ir ao velório é a atitude correta a ser feita.

Algumas pessoas chegaram a argumentar que sua ausência evitaria o “risco” de que os petistas fossem vaiá-lo e isso criasse constrangimento para as famílias. Mas isso seria capitulação para o terrorismo. Se um líder político decidir viver restrito de acordo com as ameaças dos terroristas, ele não governa mais, além de ter que assistir o aumento da escalada da violência. Repito: nenhum líder político sério pode viver restrito pelas ameaças de terroristas.

O que nós assistimos em Brasília esta semana – com a violência das milícias pró-PT – já foi um absurdo. Ver o presidente deixar de ir a um velório por causa de ameaças de milicianos pró-PT seria simplesmente a convocação ao barbarismo extremo. Ou seja, se eles conseguem, depois de fazer o quebra-quebra em Brasília, forçar um presidente a não ir para um velório (no qual sua presença seria fundamental), então significa que deveríamos trocar a Constituição pelas ordens dadas pelos petistas. E eles aumentariam o grau de violência e todos nós iríamos pagar. Eis o motivo pelo qual não se deve capitular para terroristas.

Mas e se as vaias acontecerem? Como eu disse ontem, se os petistas e seus sicários chegarem ao cúmulo de lançar vaias no velório da Chapecoense, então poderão ser expostos ainda mais como monstros. Serão visualizados como a pior escória da humanidade. Só ratos de esgoto aproveitariam um evento desses para fazer política baixa. Se os petistas e seus sicários ousarem fazer baixaria no velório, vão pagar por isso em termos morais. E vão pagar muito caro.

Em tempo: só o fato de terem ameaçado vaias (mesmo que não cheguem a lançá-las no velório) já deveria fazê-los pagar o preço da desonra. Nesta instância do jogo político – e que não era para se transformar em jogo político, mas os petistas é que escolheram transformar o velório da Chapecoense em campo de batalha político – só a extrema-esquerda tem a perder.

Anúncios

15 COMMENTS

  1. O mundo inteiro parou, por esses dias, principalmente o dia de hoje, para assistir a essa cerimônia tão triste e trágica. É lamentável tantas perdas de vidas, que estavam em plena vitalidade, exercendo as suas diversas áreas de trabalho. Que Deus esteja acolhendo as suas almas e dando ao mesmo tempo, consolo aos seus entes queridos.

  2. Fazer baixarias em um velório seria o cúmulo da falta de respeito pela dor humana. Coisas que talvez nem a máfia italiana ou Yakuza se prestariam contra seus próprios inimigos. Óbvio que era um blefe para depois rotularem Temer de desumano.

  3. Partir para baixaria em um velório seria o cúmulo da falta de respeito e descaso com uma das maiores dores humanas. Coisa que nem a máfia siciliana ou a Yakusa fariam. Óbvio que tudo não passou de um blefe para rotularem Temer de desumano Consciente disso ou não, que bom que ele foi.

  4. Foi pegadinha para chamar Temer de covarde e insensível depois. Aliás, já estava fazendo isso (antes de saber da decisão do presidente). Verdadeira escória..

  5. Exatamente, nós somos um País livre e democrático ainda não viramos um Venezuela e nem um comunismo, nossas mentes ainda não foi escravizada.

  6. Ainda hoje, durante a entrevista de um dirigente do clube sulista ouvi gritos “fora Temer”. Os vermelhos não respeitam ninguém e não têm nada sagrado.

  7. tem um detalhe.. que naquele momento. a chapecoense era o representante brasileiro, tão importante, como a seleção brasileira… era a própria seleção brasileira..(seleção real.em ganhos de competições). a representar o pais.. nada mais nobre do que o nosso presidente. fazer uma homenagem a nossa seleção…

  8. Ninguém vaiou pois ali não era lugar pra isso, mas dizer que todos que vaiaram ou vão vaiar o Temer é petista é o mesmo que dizer que todos que vaiavam a Dilma era psdbista. Tem que vaiar mesmo seja a gente branco, preto, petista, psdbista, pdtista, católico, evangélico, ateu ou seja lá o que for. Se o presidente é ruim e só faz cagadas tem o direito de ser vaiado.

  9. Discutir presidente temer, cerimônia e essas bobagens protocolares, não tem nada haver na minha opinião. Pessoas morreram, vidas foram ceifadas, familiares sofrem.

  10. Ele com chefe de Estado e representante do povo Brasileiro teve sim a dignidade de comparecer e compartilhar desse momento, o sofrimento é de toda a nação,deixamos de lado o momento político a dor é de todos nós Brasileiros.

  11. Devíamos fazer igual vi em um vídeo há pouco no Facebook, começar a bater nestes deputados, principalmente nestes petistas idiotas, só apanhando pra aprender. Se soltassem ali uma vaia, devia tomar um soco na boca, pra aprender. Fdps.

Deixe uma resposta