Começou a guerra de narrativas: atos já estão sendo narrados como se fossem "contra Temer"

3
93

O leitor Rafael Moreira Furtado lembrou algo muito importante: ainda que alguns grandes jornais estejam (neste momento) emitindo os fatos ao dizer que os protestos são a favor da Lava Jato e pela saída de Renan Calheiros, a estratégia da extrema-esquerda armou uma jogada.

Ocorre que os perfis da extrema-esquerda estão cobrando “Fora Temer”, para dar a impressão de que os atos são contra Temer. Evidentemente, é ação programada.

Em ritmo de “fake news”, alguns órgãos da grande mídia estão emitindo a narrativa de que “os protestos abalarão Temer”. Esta é uma narrativa de teste, para ir acostumando os leitores com as próximas narrativas, que dirão que “os protestos abalaram Temer”, e até algumas que dirão que “os protestos foram contra Temer”.

A Veja já diz que esta é a primeira onda de protestos da era Temer. O Brasil247 começou fazendo balões de ensaio com uma narrativa que será propagada pela grande mídia ao dizer que “governo se preocupa que ‘Fora Temer’ ganhe força em protestos”. O UOL já lança uma prévia dos jogos que estão por vir (repare que eles utilizaram uma foto de manifestação petista com “Fora Temer” para falar da manifestação de hoje, que é contra Renan e favor da Lava Jato):

narrativa

Enfim, o objetivo aqui é saber como o jogo está sendo jogado até para que o contra-ataque à mídia e às ações orquestradas do PT seja mais efetivo.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Estadão: “Combate ao racismo é o tema da redação do Enem”
    Os esquerdopatas da educação continuam trabalhando muito confortavelmente sem ser incomodados.

  2. O fato é que o petismo está se aproveitando da confusão e, vamos combinar, que no tocante à guerra de narrativas eles são craques, enquanto o outro lado precisa de muito pouco para ser convencido a servir de massa de manobra.
    Veja o caso Gedel. No primeiro dia, a Cristi Lobo deu a senha: o caso poderia se complicar quanto mais tempo estivesse na mídia. A mídia cumpriu a palavra para no final a montanha (Calero) parir um rato. Mas o estrago estava feito.
    Agora, depois do ultimato que procuradores deram no legislativo e em Temer, a população crente sabe ou acredita que a turma do pmdb, o que inclui ‘mister president’, está querendo dar um golpe na lava jato. Golpistas estão no poder, é o que diz a esquerda e a direita. Dallagnol contribuiu mostrando que Dilma fez mais contra a corrupção do que outros presidentes ou governos.
    Nem mostrando o caso da juíza que deixou uma adolescente trancafiada com um bando de bandidos e agora a juíza voltará ao trabalho com sua grana garantida, já a jovem ninguém sabe ninguém viu.
    Mas é isso aí, Paulo Betti jã dizia que para alcançar um fim tem que botar a mã na m.erda, ou em outras palavras: para fazer um omelete é preciso quebrar uns ovos. Lógico que quem cede a matéria-prima é a mesma população que defende a lei que só vale para alguns, não para policiais, juízes e promotores. No final, criado o caos, o PT ainda vai ter o que agradecer, nada como uma boa confusão para tentarem salvar a pátria.

  3. Cancelei agora em novembro minha assinatura do Estadão. O jornal tá infestado, tomado pela turma do sindicato e os donos parecem nem aí. Vejam que o UOL replicou matéria do jornaleco que referi acima.

Deixe uma resposta