França sob o terror: vídeo sobre Síndrome de Down é proibido para "evitar traumas para mães que abortaram"

0
116

Conforme o ILISP, o vídeo “Dear Future Mom” (“Querida Futura Mamãe”), criado pela CoorDown – organização italiana de defesa das pessoas com Síndrome de Down – foi censurado pela esquerda francesa. Foi uma resposta à carta de uma grávida que havia recebido a notícia de que seu filho nasceria com a síndrome e decidiu abortar. Pois o vídeo teve sua veiculação na televisão francesa proibida.

Mundialmente aclamado e premiado, o vídeo já foi visto por 7,5 milhões de pessoas no Youtube e possui a seguinte mensagem: “todos têm o direito de buscar a felicidade”.

O detalhe é que o argumento utilizado pelos psicopatas da esquerda francesa foi que a mensagem do vídeo é ofensiva. Quem declarou tal absurdo foi o “Conselho de Estado da França” (France’s Counseil d’Etat), que considerou o material inapropriado por “causar distúrbios à consciência das mulheres que abortaram”.

A Lejeune Foundation não assistirá esse absurdo calada e levará o caso à Comissão Europeia para os Direitos Humanos. Uma petição criada no Change.org contra a proibição estatal já alcançou mais de 5 mil assinaturas.

Assista o vídeo para ver que a esquerda francesa, ao proibir o vídeo, mostrou que não apenas é cruel e totalitária, mas também desprovida de qualquer traço de humanidade:

Desse jeito, as coisas começam a ficar mais fáceis para Marine LePen. Depois não reclamem. Estão provocando…

Anúncios

Deixe uma resposta