Fim do Esquenta pode ter livrado público de entrevista dramática e apelativa com Tati Quebra Barraco

3
170

Essa é a análise de Rodrigo Constantino, feita no Facebook:

O melhor da notícia do fim do “Esquenta” é o timing. Já pensou aturar a Regina Casé entrevistando a Tati Quebra Barraco e ambas chorando pela morte do filho marginal da funkeira, enquanto acusam a polícia pelo “crime”? Mas é cedo para festejar. Na falta de Casé, talvez uma Fátima Bernardes desesperada por audiência possa ocupar o vazio deixado. A Globo não vai perder essa oportunidade…

Pode parecer piada, mas é sério.

A extrema-esquerda depende desses espaços de arena exatamente para fazer este tipo de propaganda suja, tal qual aquela feita por Fatima Bernardes contra os policiais. A possibilidade era clara.

Aliás, a mídia já está lançando sua imundície de sempre. A Globo noticiou a morte do criminoso desta forma: Filho de Tati Quebra Barraco é baleado e morre na Cidade de Deus, Rio.

Agora vamos aguardar a emissão de narrativas torpes lançando culpa sobre a polícia e ignorando a condição criminosa do bandido. Mas sem o programa “Esquenta”, talvez essa campanha perca um espaço importante.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Tem que se dar um fim a essa hipocrisia imunda. A mãe confessa explicitamente que não sabe onde errou na educação do filho,ela ja estava sabendo da vida suja que o moleque levava e ainda assim culpa a PM pela morte do filho vagabundo. Basta olhar a foto do tal que nota-se todas as caracteristicas de um marginal, fora da lei. Se não morresse por um tiro da policia morreria nas mãos de outros marginais. Pior nesta historia é ver que os policiais ainda serão levados a julgamento.

  2. Nunca assisti esse programa, mas pela fama fico contente com seu fim.

    Não precisamos esperar a esquerda lançar sua narrativa para lançar a contra-narrativa, podemos tomar a iniciativa de esclarecer os fatos antes que a esquerda os deturpe.

  3. Num primeiro momento,tomada pela dor da perda a reação é de desabafo e incerteza mas logo em seguida recupera-se e lança suas ideologias de esquerda,acusando a policia. É muita podridão na cabeça dessas pessoas, que nem na perda de um filho abre mão para se aproveitar do momento.
    l

Deixe uma resposta