Caiado pisou na bola ao sugerir que Temer deveria renunciar. Poderia receber o frame adequado…

4
71

Um dos melhores senadores de direita da atualidade, o líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO) resolveu deslizar e contribuir com um tanto de desrazão nesta terça (13).

Para Caiado, Temer deveria renunciar. Ele também sugeriu a realização de eleições gerais, com disputa também para os cargos no Congresso.

“Podemos chegar a um último fato para preservar a democracia, um gesto maior, para mostrar que ninguém governa sem apoio popular. Nesta hora, não podemos ter medo de uma antecipação do processo eleitoral, de maneira alguma […] Não vou fulanizar. Mas acho que Temer saberá balizar esse momento. Ele deve ter a sensibilidade que não teve a presidente Dilma (Rousseff). Não é provocar as ruas e insistir em uma tese que não vai sobreviver. Ele precisa ter noção do que está sendo feito pelo governo e o que é aceito pela população”, disse.

Posteriormente, Caiado disse que não pedia ali uma renúncia de ordem pessoal de Michel Temer. Segundo ele, foi apenas uma “reflexão pessoal como parlamentar”. Papo furado. Ele pisou na bola.

Seria justo que ele recebesse o frame adequado como resposta: “Aqueles que pedem renúncia o fazem por saber da fragilidade de seus argumentos”. É simples: quem tem argumentos jurídicos contra alguém, buscará a punição legal. Não existe isso de “pedir renúncia”. É como no caso de Dilma. Não queríamos renúncia, mas impeachment. Se Caiado tem argumentos pelo impeachment de Temer, que tente. Mas pedir renúncia? Tsc, tsc…

Em tempo: há quem diga que Caiado emitiu tal narrativa por pensar em ser candidato à presidente. Mas ele não está nem entre os cinco primeiros nas pesquisas. No fundo, a narrativa de “Diretas Já” é apenas serviço para a extrema-esquerda. Pelo menos me parece que é um serviço inadvertido.

Anúncios

4 COMMENTS

  1. Luciano, eu vejo isso de outro modo: acredito que ele tenha feito isso pra tentar se cacifar um pouco mais com o povo, tentar ser mais conhecido, o cara que está do “lado do povo” mesmo sabendo que isso não vau dar en nada. Ele vem ao seu modo, tentando fazer nome pra 2018.

    • Isso é correr riscos desnecessários. Ele faz isso para “ficar bem na fita” e porque “não vai dar em nada”. Suponha que, ao contrário das expectativas, dê em alguma coisa. Não apenas ele não consegue vencer, como também abriu a porta para a entrada de outro opositor, além de tirar a atenção dos acusados na Lava Jato.

  2. Caiado um dos senadores mais atuantes, é inteligente, faz uma boa interpretação dos anseios populares, é um dos meus candidatos preferidos para 2018. Mas nessa questão, acho que se perdeu um pouco. Com o PT chutando a porta, é uma manobra arriscada.

  3. Concordo em a Débora. Tenho apreço e respeito pelo senador Caiado, mas acho que ele não fez a leitura correta das últimas manifestações populares. Creio que ele e os integrantes do que chamamos de direita estão se deixando impressionar pela demonstração de brutalidade da esquerda.

Deixe uma resposta