Hillary perde de novo: recontagem de votos não muda resultado e vem com humilhação ainda maior

5
173

A esquerda norte-americana caminha no mesmo estilo do PT: vivendo em busca de narrativas falsas para justificar o injustificável. Desesperada para arrumar uma desculpa para a derrota de novembro, decidiram pedir recontagem em alguns estados. Em nenhum deles ocorreu mudança de resultados.

Mas faltavam sair os resultados da recontagem de Winsconsin – que custou $3,5 milhões aos pagadores de impostos -, talvez uma das mais dolorosas derrotas da esquerdista, por ser um estado que costumava votar com a esquerda.

A recontagem terminou na segunda, reafirmando a vitória de Trump. A humilhação suprema veio com o fato de que na recontagem, Trump teve 162 votos a mais, fazendo sua margem de vitória ficar cerca de 22,000 votos sobre Hillary. Em resumo, a recontagem não apenas não ajudou Hillary, como a prejudicou, amplificando sua derrota.

As recontagens nos estados da Pensilvânia e Michigan foram interrompidas pela Justiça.  A recontagem em Winsconsin apontou que não houve fraudes no processo. Bem, houve uma fraude intelectual: a de Hillary Clinton e sua amiga Jill Stein, que pediu a recontagem.

Anúncios

5 COMMENTS

  1. Olha, vou dizer uma coisa, não esperava que a esquerda americana fosse tão vagabunda como a nossa, ou melhor, que tivessem a coragem de deixar tão claro para a opinião pública seu mau caratismo. Eles se valem das teorias mais descaradamente mentirosas e fraudulentas para interferir no processo de transição de governo e perturbar a posse de Trump. Que gente miserável Hillary, Obama, Jill Stein e seus apoiadores.

  2. Rosana, toda a esquerda é vagabunda, embusteira, falsa, enganadora como a nossa e como de todo o planeta onde existir. O modus operandi não muda.

Deixe uma resposta