Ontem Lula comemorava delação da Odebrecht. Hoje diz que Lava Jato perdeu senso do ridículo.

0
58

No final de semana, os petistas demonstraram euforia com a delação bomba da Odebrecht, pois envolvia políticos de vários partidos. Mas a bipolaridade do partido deu o tom após a PF ter indiciado Lula, Marisa, Palocci e mais quatro no âmbito da Operação Lava Jato.

Leia mais, da Folha:

O indiciamento se deve a dois inquéritos: um sobre a frustrada negociação de compra de um terreno em São Paulo para o Instituto Lula e outro sobre a compra de um apartamento em frente ao que o ex-presidente mora, em São Bernardo do Campo (SP).

Para a PF, os dois casos envolvem pagamentos de propina da Odebrecht para o ex-presidente e, por isso, foram unificados. O petista já foi alvo de quatro denúncias da Procuradoria-Geral da República e responde a três ações penais, sendo duas no Distrito Federal e uma em Curitiba.

Lula foi indiciado pelo crime de corrupção passiva, enquanto Marisa, Palocci e mais quatro pessoas – incluindo o ex-advogado de Lula, Roberto Teixeira – foram implicadas por lavagem de dinheiro. As investigações são um desdobramento das apurações envolvendo a atuação do ex-ministro como um dos responsáveis por intermediar os interesses da Odebrecht no governo federal e distribuir propinas ao PT.

Daí uma nota do Instituto Lula disse que a Lava Jato perdeu qualquer senso de ridículo.

Leia:

“O delegado Márcio Anselmo e a Operação Lava-Jato, perderam hoje qualquer pudor ou senso de ridículo ao apresentar um relatório com acusações sem qualquer base contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sua esposa Marisa Letícia, seu advogado Roberto Teixeira, entre outras pessoas”.

Ué, mas a Lava Jato não era linda e maravilhosa no fim de semana, Lula? As delações não eram válidas? A coisa não estava no tom do “se tem acusação, tem que renunciar”?

Lá se vai mais uma narrativa petista…

Anúncios

Deixe uma resposta