Tiro no pé? Recontagem de votos nos EUA aumenta vantagem de Trump

0
76

No mês passado o partido Democrata, disfarçado de Partido Verde, pediu recontagem de votos nos EUA. A ideia proposta pela candidata Jill Stein, que sequer alcançou 1% dos votos, obviamente visava beneficiar Hillary de alguma maneira. Como a lei eleitoral americana estipula, quem pede a recontagem tem que arcar com os custos, e foi isso que fizeram. Através de um financiamento coletivo, conseguiram a grana para pagar o processo.

Jogaram dinheiro fora, é claro. A comissão eleitoral afirmou, ontem, que a diferença entre o republicano e a democrata Hillary Clinton foi ampliada em 131 votos. Depis disso, a Justiça bloqueou recontagens na Pensilvânia e no Michigan.

A comissão eleitoral de Wisconsin afirmou que Trump obteve 1.405.284 votos (844 a mais que no resultado inicial), enquanto Hillary alcançou 1.382.536 votos (713 a mais), elevando a diferença entre os dois candidatos em 131 votos, para 22.748.

Trump celebrou o resultado no Twitter. “A votação final em Wisconsin chegou e adivinhem: nós ganhamos mais 131 votos. Os democratas e o Partido Verde podem descansar agora. Fraude!”

A tática não funcionou e nem funcionaria, uma vez que Trump teve maioria de delegados de qualquer jeito.

Anúncios

Deixe uma resposta