Por que a narrativa de que "a islamofobia da Europa causa o terrorismo" é mentira deslavada?

4
169

Como sempre, a conversinha padrão retornou à baila: “a culpa é da islamofobia do Ocidente”.

O papo é o seguinte: “O país (x) é atacado por que é islamofóbico. Se não fosse não seria atacado.”

Pura retórica circular, da qual temos um exemplo abaixo. A retórica abaixo foi feita para a França, mas já está sendo replicada para explicar o ataque em Berlim:

____________________________cnsefcpwiaa3bmn

Porém, bastaria ler o livro “Dying to Win”, de Robert Pape, para sabe que a tal “islamofobia” não existe, e não tem nada a ver com atentados terroristas. Na verdade, o terrorismo sempre foi um método de luta pelo poder para grupos revolucionários. Só isso.

Ademais, se essa narrativa fosse verdadeira, não teríamos tantos atentados terroristas cometidos em solo islâmico. Como se vê, a motivação não tem nada a ver com discordância em relação ao islamismo.

Marcus Vinicius Motta corretamente escreve: ” Obrigar os outros, através da culpa, a amar e tolerar quem os odeia é a obra mais macabra da esquerda.”

O que temos aqui no Ocidente é tolerância excessiva ao terrorismo islâmico e, por isso, os ataques estão aumentando. França e Alemanha são os países que mais abriram as pernas ao islamismo e que mais censuraram seus críticos. O resultado está aí.

Anúncios

4 COMMENTS

  1. Mesmo partindo do pressuposto da bobagem da islamofobia ser real, o argumento é completamente nulo, pois nas entrelinhas basicamente se escreve: “Se a A não gosta de B, está justificada agressões de B sobre A.”

    Os argumentos mais estúpidos são aqueles que são errados por serem falsos e continuam errados se verdadeiros.

  2. Um país é atacado porque está cheio de infiéis e destruir todos os infiéis é parte da religião islâmica. Mesmo os islâmicos que dizem não apoiarem terroristas, nada fazem para combatê-los, porque é parte da religião deles, acreditam na força e não no convencimento. Está no corão

    Seria o mesmo que o viciado em drogas, ele usa e diz que não faz mal a ninguém, mas o dinheiro repassado do seu vício abastece o traficante que pode “guerrear” contra seus inimigos sem se preocupar quem poderá receber uma bala perdida.

    Para finalizar, alguma coincidência com ataques de MST, black blocs, sindicalistas e tantos outros grupinhos no Brasil?

    Invadem, destroem, matam…, mas tudo é normal para os governantes. A “direita” entra no congresso e grita no ouvido do político é condenado, preso, apanha… é Brasil

      • Todos os islâmicos, pensam num todo. Os mortos islâmicos estão fazendo um bem para a nação islâmica. Se fosse assim não teria homens bombas também.

        A esquerda faz isso a anos, para obter sua ideologia vale tudo e matar mesmo seus adeptos é válido

        No mundo islâmico a pretensão é uma só nação com sua lei a Sharia, se a morte for necessária eles irão fazer, seja de quem for e de onde for

Deixe uma resposta