Obama: 8 anos de frouxidão internacional e alguma ferocidade teatral no final

11
123

Depois da sanção teatral e ridícula feita por Barack Obama contra a Rússia – somente para encenar a peça ficcional que diz que “russos hackearam emails para ajudar Trump a vencer”, mesmo que não tenham apresentado uma prova sequer -, Putin não deu a mínima. Obama mandou expulsar 35 agentes de inteligência russos em Washington e San Francisco ordenou o fechamento de dois complexos dos serviços de inteligência da Rússia em Nova York e Maryland.

Putin disse: “Os diplomatas russos que voltarão para casa passarão os feriados de Ano Novo com seus parentes e entes queridos. Em casa. Não criaremos problemas para os diplomatas dos EUA. Nós não expulsaremos ninguém.”

Em resumo, qualquer analista sério sabe que Obama apenas tentou criar uma narrativa embusteira. Mas sua política externa foi de frouxidão durante 8 anos. Certamente era o mais “pau mole” de todos os presidentes americanos. Sua encenação de ferocidade no último mês é uma piada, principalmente porque será toda revertida por Trump, que poderá até pedir desculpas ao público pelo uso tão torpe feito da máquina pública por Obama. Mas as desculpas precisam ser naquela linha: “Me desculpem pelo fato de meu antecessor ter sido de tão baixo nível. Por isso estamos revertendo…”.

Em suma, Obama agiu sempre como frouxo na política externa. Essa imagem não tem como desaparecer. Em uma de suas raras encenações de ferocidade, aplicou uma sanção que é vista como piada, uma vez que não causa dano e apenas garante férias antecipadas a 35 pessoas, que voltarão logo em janeiro.

Esta descrição encontrada no Facebook é perfeita: “Putin não se importou com a expulsão feita pelo Obama, pois Trump já afirmou que a reverterá. a importância do presidente muçulmano esquerdista Obama foi reduzida a um nível de um bêbado caído na frente de um prostíbulo.”

Ele termina como o pior tipo de covarde dissimulado: aquele que até para fingir uma ferocidade que não tem precisa de novos truques.

Agora o que resta para a direita é aproveitar todos esses atos finais de Obama para desconstruir de vez não apenas sua imagem, como também a imagem do Partido Democrata.

Anúncios

11 COMMENTS

  1. Frouxidão? O canalha armou o ISIS, investiu na abertura de uma centena de clinicas de aborto em várias partes do planeta, doou dinheiro para a primavera arabe, mandou retirar as tropas do Iraque e a carnificina voltou àquele pais, não provou a sua nacionalidade e até hoje os seus documentos primários não puderam ser vistos pelo público. Ora, do ponto de vista de destruição que ele queria impingir aos americanos sua política foi um sucesso em termos de sabotar a própria nação. Só não conseguiu o gran finale porque a Hillary não foi eleita, graças a Deus!! Que os americanos nunca mais se esqueçam dessa lição e nunca mais elejam um farsante dessa laia como seu presidente!

  2. No artigo, dá a impressão que o autor defende a velha politica americana imperialista anti-maometana, que tantas guerras gerou. É um avanço na política Barack Obama dialogar com o mundo arabe e deixar de lado um pouco seu antigo aliado semita. Quanto à rivalidade com a Rússia, creio que tenho a mesma opinião do artigo.

    • Curto e grosso: não, não é. A política adotada simplesmente permite atentados terroristas com mais facilidade. Cada país que foi “amiguinho” dos extremistas teve atentados. Contra fatos não há argumentos.

      • Caro amigo, na minha opinião essa política agressiva da qual você é defensor é que gerou e gera cada vez mais extremistas. Claro, não é possivel negociar com os malucos do ISIS, agora que a situação é tão extrema. Mas foi essa política que criou um vácuo no oriente medio para o surgimento de lunáticos como o ISIS.

  3. Ser educado,inteligente,honesto,contra guerras,contra armas e querido por pessoas que pensam como ele agora virou ser frouxo?Esta matéria está cheirando a coisa de escritor judeu ou de matéria paga por fabricante de armas.

      • Meu caro, creio que a política que incentivou os extremistas foi a política agressiva e imperialista dos EUA. Temos que olhar para a situação na tentativa de se estabelecer a paz no longo prazo, e nao fazer mais guerras. Claro que agora que o errado já foi feito, não dá pra negociar ou tentar conversar com lunáticos, mas temos que nos atentar a não cometer os mesmos erros do passado, os quais fizeram emergir essa onda de extremismo.

    • Neide maria Rezende honesto???? Mentiu que fecharia Guatanamo. Mentiu que retiraria as tropas dos destruidos Iraque e Afeganisrtao, Mentiu que “matou Bin Laden”. A primeira coisa que fez depois do golpe na Ucrania foi esvaziar os cofres do pais de suas reservas em ouro.Contra guerras??? Bombardeou 7 paises , olha os horrores perpetrados na Syria, e Iraque feitos pelo ISIS que foi treinado, financiado e armado pelos EUA. Todo o ouro existente na Libya, hoje se encontra nos vaults americanos. Contra armas? $ 640 bilhoes do budget da defesa seria pouco pra voce? Entre 2011 – 2015 EUA exportou 33% das armas compradas no mundo conta 25% da Russia, 5.9% da China e Franca e 4.7% da Alemanha. Querido das pessoas??? Se o fosse assim, Killary Clinton teria sido eleita.k.
      Nao sei em que planeta vc vive, mas com certeza nao eh npo mesmo em que o vagabundo do Barack

  4. Acho essa matéria muito prematura. Vamos aguardar as atitudes de Trump, pois ele é bom para ganhar dinheiro, mas para governar o maior país do mundo, essa eu quero ver. Esse boneco gigante de isopor.

    • Ora, pau que bate em Chico, bate em Francisco: não se pode emitir opinião negativa de Trump antes dele começar a governar também.

      Ou seja: se alguém se acha no direito de criticar o governo dele antes de começar, não pode reclamar de quem elogia o governo dele antes de começar também.

    • Marina Moreira, EUA NAO eh o maior pais do mundo. O maior pais do mundo eh a Russia, que atravessa dois continentes e faz fronteira com 14 paises. EUA eh o quarto e somente eh maior do que o Brasil por causa do Alaska. Pode ser o pais mais rico do mundo e o mais poderoso militarmente,talvez tenha sido esse o seu racicionio.

Deixe uma resposta