A extrema-esquerda que culpa "a direita" pelo atirador em Campinas inocenta o islamismo pelos crimes do Estado Islâmico

6
33

Na virada do ano, o técnico de laboratório Sidnei Ramis de Araújo, de 46 anos, matou a ex-mulher, o filho e mais 10 pessoas a tiros durante o réveillon em Campinas, na noite deste sábado, 31, e depois se suicidou. Ele escreveu cargas revelando seus planos de matar a família. Na carta também chegou a reclamar da Lei Maria da Penha e criticar o ministro Ricardo Lewandowski, por ter aliviado para Dilma. Evidentemente, nenhuma das duas reclamações tinha a ver com suas motivações para o crime, que foi motivado principalmente porque a esposa havia acusado-o de abusar sexualmente de seu filho.

Seja lá como for, as investigações devem seguir. Mas a extrema-esquerda não está interessada nas investigações, mas sim em dizer que o crime foi cometido porque ele era “de direita” (ou seja, estão dizendo que todas as pessoas favoráveis ao impeachment são “de direita”). Em seguida, dizem que a culpa do crime “é da direita”. O truque é tão canalha que deverá servir para que aumentemos a taxa de rejeição dos petistas perante a população. Basta dizermos: “Você acredita que os petistas estão adotando até a canalhice de dizer que a direita, ou seja, gente como você é culpada por assassinar 12 pessoas no reveillon?”. Sabendo tratar o assunto, aumentamos ainda mais a repulsa ao partido.

Assim como os petistas estão sendo desumanos de novo, também vemos a narrativa se esfarelar ao utilizarmos a maravilhosa regra de Saul Alinsky que diz que devemos “fazer o adversário sucumbir pelo seu próprio livro de regras”.

Basta lembrar que o grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta segunda-feira o ataque contra uma boate de Istambul na madrugada de domingo, na passagem do Ano Novo, no qual 39 pessoas morreram e 65 ficaram feridas. Num comunicado divulgado nas redes sociais, o grupo terrorista afirmou que um dos “soldados do califado” cometeu o massacre na boate Reina, uma exclusiva casa noturna situada às margens do Bósforo.

Ora, se a “direita” é culpada pelo massacre no reveillon em Campinas, então “o islamismo” seria culpado por todas as ações do Estado Islâmico. Mas se você utilizar a segunda generalização, os petistas dirão: “ah, aí é islamofobia”. Claro que não chegaríamos a usar tal simplificação, mas ela deveria ser logicamente obrigatória para quem quer atribuir à direita a culpa pelo massacre no reveillon. No fundo, devemos atribuir o massacre à psicopatia. E em termos de comportamento psicopático, no Brasil ninguém supera a tropa do PT.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Acho que a única forma de arrumar esse país é com um Pinochet. Os milicos brasileiros, além de serem bunda-moles de não mataram quase ninguém, foram esquerdistas na economia.

    Já até lavei as mãos e estarei voltando pros EUA em março. Desisti desse país.

  2. Não, de fato pode não parecer que as colocações politicas do assassino não tenham nada a ver com seu caso, mas tem e muito, alias tudo a ver:
    É o movimento esquerdopata, feminaze, que tornou as mulheres atuais em figuras promiscuas, mesquinhas já eram, sem generalizar, mas indicando as que seguem a ideia da lei Maria da Penha, esse mesmo esquerdismo marxista, corporativo e imoral, é que encontramos na maioria dos magistrados, são juízes partidários e não justos, (sofro a separação do meu filho por coisa semelhante), pois mesmo com provas sempre deturpam as palavras e a lei, sem ter quem os puna, se levarmos a adiante perdemos tempo, pois o corporativismo corrupto os protege.
    No que diz respeito a gestão PTralha, tudo a ver, ja que esta alimenta bandidos e terroristas, vai falar mal do PT nas bocas, você será vitima fatal desta politica devassa.

Deixe uma resposta