Papa chora por mortos em guerra de facções mas não faz mesmo apelo por vítimas inocentes

7
146

O Papa mais socialista já visto, Francisco, também emitiu narrativas de “muito pesar” pela morte de 60 criminosos em uma briga de gangues na prisão em Manaus.

Francisco disse: “Ontem recebemos a notícia dramática do massacre em uma prisão de Manaus, onde um confronto extremamente violento entre gangues rivais provocou dezenas de mortos. Estou sofrendo e preocupado com o que aconteceu”.

Em seguida, afirmou: “Peço orações pelos mortos, por suas famílias, por todos os presos nessa prisão e por todos que trabalham lá. Também apelo novamente para que todas as instituições penitenciárias sejam locais de reeducação e reintrodução à sociedade, e para que os presos vivam em condições adequadas para seres humanos”.

Curiosamente, ele não emite narrativas de “pesar” diante de tantas vítimas inocentes de criminosos no Brasil.

É bom dizer que ninguém aqui está dizendo que ele não deve emitir narrativas de “pesar” diante da morte de criminosos. A crítica é direcionada à falta do mesmo tipo de compaixão diante de pessoas que são esfaqueadas por ladrões em um ônibus, ou estupradas por criminosos em um beco escuro.

Anúncios

7 COMMENTS

  1. Vale lembrar que o ocorrido, talvez graças à própria extrema-esquerda, teve repercussão. Se o Papa soubesse de cada barbaridade que acontece aqui no Brasil ele ia estourar o tempo de qualquer discurso.

Deixe uma resposta