Chris Cuomo (da CNN) queria que o vídeo da tortura em Chicago fosse escondido do público

1
98

O âncora da CNN Chris Cuomo ficou muito chateado com o fato de sua emissora exibir o vídeo no qual um jovem com necessidades especiais é torturado por quatro esquerdistas por ter votado em Trump.

Em uma conversa com outra apresentadora, Alisyn Camerota, esta também se indignou porque o público está identificando as motivações políticas no ataque:

CAMEROTA: Veja, não apenas isso é hediondo, como também se transformou em uma declaração política – há alguns sites de direita que acreditam que esta agressão foi política, por isso o tema será levado a debate para vermos o que há por trás disso.

CUOMO: E no fim das contas não há causa, não há cura para a estupidez. Eu apenas gostaria de tratar o problema sem exibir o vídeo. Pois nesse caso você está dando a esses idiotas o que eles querem em primeiro lugar, que é atenção. Mas eu não sei como você pode ignorar isso pois é totalmente errado o que eles fizeram com o garoto.

Declarações deste tipo demonstram mais uma vez o nível absurdo do viés esquerdista da mídia. No caso de vídeos onde policiais atiram em homens negros, as emissoras sempre fizeram exibições contínuas e repetitivas. O objetivo todas as vezes foi levar a indignação pública ao máximo. Mas no caso do jovem eleitor de Trump agredido por quatro esquerdistas, eles fazem raras exibições, e mesmo assim Cuomo reclama.

No mundo perfeito de Cuomo, o vídeo seria escondido para que os agressores pudessem sair livres e que a direita não soubesse do caso para não ficarem indignados. É ou não é uma postura política típica dos piores monstros da humanidade?

Anúncios

1 COMMENT

  1. Errata: Onde se le “No caso de vídeos onde policiais atiram em homens negros” corrija para “no caso de vídeos onde policiais atiram em marginais”. A esquerda só usa a raça e cor da pele quando é conveniente (para controlar a maioria).

Deixe uma resposta