James Hetfield, do Metallica, conta porque 'fugiu' dos Progressistas da Califórnia

4
220

O vocalista, guitarrista e frontman da banda americana Metallica, conhecida desde os anos 80 por ser uma das mais famosas bandas de heavy metal do mundo, explicou em entrevista para o canal Joe Rogan Experience o motivo pelo qual se mudou da Bay Area, na Califórnia. Abaixo, o que ele disse sobre o assunto:

“Eu meio que me enjoei da Bay Area, das atitudes das pessoas de lá. Eles falam sobre o quão diversos eles são e coisas do tipo, e é tudo de boa se você é “diverso” como eles. Mas aparecer com um cervo na sua caçamba não pega muito bem no Marin County. A minha forma de comer organicamente não combina com a deles.

Tinha um… não sei… Eu senti que tinha uma atitude elitista ali – que se você não fosse da mesma opinião deles politicamente, ou ecologicamente, tudo isso, eles não te olhariam direito. Eu acho que no Colorado todos são bem naturais. Eles não estão fazendo joguinhos, eles não ficam com uma certa postura. Eles são tipo, “Ah, você gosta disso? Legal. Como funciona? Como você se sai fazendo isso?” e eles ficam menos obcecados em querer parar o que você quer fazer e aproveitam mais o que eles fazem.

O artista também comentou sobre as leis armamentistas dos Estados Unidos e sobre a ideia de proibir armas.
“Algumas leis armamentistas realmente não fazem sentido. Como um membro da NRA, eu não acho que a gente precise ficar com medo de abrir mão de algumas coisas. Eu não quero que fique fácil pra qualquer pessoa conseguir um rifle, mas eu também quero poder proteger a minha família.” [Tradução feita pelo site “Tenho mais discos do que amigos”]

Veja a entrevista inteira, se tiver interesse:

A conduta neo-socialista denunciada por Hetfield é comum, e foi por conta desse elitismo cultural, desse fascismo cultural, que Trump se elegeu nos EUA. As pessoas comuns, que não possuem “consciência política” nos moldes da extrema-esquerda, acabam se identificando com alguém que não tem freios e diz o que tem que ser dito. Quem ganhou a eleição para Trump foram os próprios esquerdistas americanos.

Essa atitude elitista que Hetfield menciona é o que se viu no discurso de Meryl Streep, uma atriz milionária que tem a pachorra de subir ao palanque para dizer que “Hollywood é vítima” de alguma coisa. Uma besteira que qualquer sujeito mentalmente saudável e atento consegue identificar. É o tipo de coisa que deixa pessoas comuns irritadas, porque elas sabem que tudo aquilo não passa de uma enorme baboseira.

Anúncios

4 COMMENTS

Deixe uma resposta