Milícia de extrema-esquerda ataca grupo de direita na Inglaterra e apanha em dobro

1
28

De acordo com o site Western Spring, uma milícia de extrema-esquerda resolveu atacar uma conferência de direitistas nacionalistas pró-Brexit no Reino Unido.

A milícia se autodenominou como “antifas”, que seriam os “anti-fascistas”. Na verdade, a extrema-esquerda é o mais fascista do agrupamentos humanos, mas criaram a narrativa de que “os outros são fascistas” apenas para esconder seu fascismo.

O que importa é que as milícias de extrema-esquerda agiram como algumas milícias pró-PT no Brasil: partiram para o ataque terrorista e o uso da violência. Atiraram pedras nas vidraças do fórum. Dois direitistas que estavam na rua foram agredidos. Como de costume, bateram até em uma mulher: a organizadora do evento, Julie Lake.

Só que os participantes da conferência saíram do salão e colocaram as milícias para correr, descendo o sarrafo em vários deles. Como se vê, o uso da política da intimidação extrema, por parte da extrema-esquerda, já chegou no estágio em que seus adversários não toleram mais a barbárie.

Advertisements
Anúncios

1 COMMENT

  1. Atitude correta!!!
    Tiram onda de guerreiros e valentes porque contam com a complacência dos agredidos. A partir do momento em que os ofendidos partem para o ataque a situação se inverte. A covardia dos extremistas de esquerda ou esquerdistas fica evidente. São covardes frouxos. Basta revidar o ataque que enfiam o rabo entre as pernas

Deixe uma resposta