Terrorista mata 4 pessoas em Israel e de novo a Globo coloca a culpa no caminhão

3
123

De novo a mídia esquerdista fantasia a realidade para proteger o terrorismo.

Ocorre que um palestino – dirigindo um caminhão – matou passou por cima pedestres em uma avenida popular em Jerusalém no domingo (8), matando quatro pessoas e ferindo 15 em um ataque deliberado, informou a polícia e serviços de emergência israelenses, conforme a Globo.

O terrorista é um palestino da Jerusalém Oriental, área anexada a Israel. Depois do atentado, ele foi morto a tiros. Em um comunicado citado por agências internacionais, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou que “todos os sinais” indicam que o suspeito era partidário do Estado Islâmico. “Nós cercamos Jabel Mukabar, o bairro de onde ele veio, e estamos realizando outras ações que não vou detalhar”, diz no texto.

Netanyahu, que visitou o local do ataque com o ministro da Defesa Avigdor Lieberman, afirmou ainda que “definitivamente pode haver uma conexão” entre o episódio e os recentes atentados na França e na Alemanha, segundo a Associated Press.

Este foi o pior ataque palestino em Jerusalém em meses e atingiu soldados que desembarcavam de um ônibus que os levava para o passeio em Armon Hanatziv, um calçadão com uma vista panorâmica da Cidade Velha murada.

“É um ataque terrorista, um ataque de atropelamento”, um porta-voz da polícia disse à Rádio Israel.

Mesmo assim, a Globo novamente noticiou tudo como se tivesse sido um ataque feito por um caminhão:

_________________terrorista

A grande mídia acabou. 2016 foi o ano em que ela deu seu suspiro final.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Como disse a Caneta Desesquerdizadora, o nome do caminhão é Mohammedtron, ele é um transformer jihadista que jurou acabar com os infiéis, transformers ou não. Vamos pedir ajuda a Optimus Prime.

Deixe uma resposta