Carta Capital diz que 2017 será "um ano difícil" para a direita… Será?

3
140

A revista petista Carta Capital fez uma análise sobre o ano de 2017, em comparação a 2016 e 2015, nos quais a extrema-esquerda teve duríssimas derrotas, e com isso ela concluiu que este será um ano difícil para a “direita neoliberal”. A explicação para tal conclusão é até razoável, aparentemente: A “direita”* assumiu o poder e agora terá que mostrar serviço.

Em dado momento, quando se refere ao acordo de paz com as FARC que o povo negou na Colômbia, a Carta deixa escapar seu viés totalitário. Ela diz:

“Desta vez, Santos pretende aprová-la no Congresso, onde tem maioria, em vez de arriscar outro plebiscito.”

Aqui fica bem evidente que o interesse popular, para a extrema-esquerda, é algo irrelevante. Isso não tem problema, porque já sabíamos que é assim mesmo. No entanto, há de ser considerada esta análise feita pela revista. Embora as intenções por trás disso sejam óbvias, é notável a inteligência e o esforço da extrema-esquerda em sempre se reerguer, se reorganizar.

De fato, 2017 pode ser um ano difícil para nós, talvez nem tanto pelas razões elencadas na matéria da Carta – embora algumas delas sejam plausíveis. O que devemos considerar é o fato de que a esquerda sabotará absolutamente todos os governos que não estiverem alinhados com seu projeto totalitário, e isso vale para Temer, Macri, Trump e vários outros. Se Marine Le Pen assumir o poder na França, acontecerá o mesmo com ela.

Uma coisa que a extrema-esquerda tem de grande diferença com qualquer setor da direita é sua postura constantemente ofensiva. Mesmo quando em situações adversas e negativas, ou até principalmente nestas situações, eles sempre buscam um modo de atacar. Se estão no governo, esmagam a oposição. Quando são a oposição, batem no governo de baixo para cima e minam sua base.

Visto isso, 2017 pode mesmo ser um ano difícil para a direita. Contudo, ele pode também ser um ano de vitórias, e para isso basta que a direita saiba jogar direito.

*Segundo a Carta, tudo que não é esquerda bolivariana, socialista, é direita neoliberal. Ao menos é isso que sua matéria deixa subentendido. Até Michel Temer é um direitista para eles.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Meu Deus do céu, ainda repercutindo “matérias” desse lixo que recebeu 3,5 milhões de reais de dinheiro roubado do povo brasileiro para defender o PT?

    Aliás, quando é que vão prender o canalha do Mino Carta?

Deixe uma resposta