Brasil247 escorrega e deixa escapar: politicamente correto serve mesmo para censurar opositores

6
90

O Brasil247 fez mais um daqueles trabalhos involuntariamente maravilhosos de confessar em público seu totalitarismo, o que cai como uma luva em nossa denúncia de que a extrema-esquerda é focada na opressão do povo a partir da censura. Sem pudor, eles defendem que precisamos do politicamente correto para impedir que “a barbárie se instale de vez no Brasil”. Barbárie, no dialeto dessa gente, é qualquer opinião divergente. Mas quando eles defendem que se cuspa na cara dos outros, aí já seria “mais amor”.

Um texto divulgado pelo blog petista cita pessoas como Major Olímpio e Bruno Júlio – que defenderam a morte de bandidos – e diz:

A noção de ‘politicamente correto’ impede que gente sem noção aborde com desembaraço temas e questões complexas sobre as quais não têm o mínimo de conhecimento – por isso, para que os ignorantes possam ser usados para defender certas ideias que muitas vezes vão até contra seus próprios interesses, é fundamental e necessário que se ataque e se acabe com a noção e o domínio social do ‘politicamente correto’.

Epa, epa… muita calma nessa hora.

Se o adversário político do ultraesquerdista é um “ignorante” que chega a defender “ideias contra seus próprios interesses” então seria mais fácil vencê-lo no debate, não? Mas a verdade é que o socialista confessa, sem querer, que os argumentos daqueles que se rebelam contra a apologia ao crime (feita pela extrema-esquerda) são muito superiores logicamente e mais facilmente defensáveis, além de atenderem aos interesses dos verdadeiros oprimidos (os indivíduos vitimados por criminosos).

Sigamos:

Acontece que quando se acaba com o ‘politicamente correto’, a sociedade vira uma selva sem regramento próprio, e até as leis são também ignoradas.

Ué, já vivemos sob o politicamente correto como nunca se viu e conseguimos a “proeza” de ter 60 mil assassinatos por ano no Brasil. De novo, a realidade destrói o amigo do fascismo cultural (politicamente correto).

É o império do ódio. Essa doutrina anti ‘politicamentecorreto” não é privilégio do Brasil. Ela é espalhada por agências internacionais dedicadas a elaborar golpes de estado e mudanças de regime, para subverter os países onde pretendem fazer “revoluções coloridas”, como a do Brasil em 2013.

Aqui temos mais uma confissão. Movimentos como a Primavera Brasileira – que ajudaram a derrubar Dilma Rousseff – são encaixados, por ele, como “discurso do ódio”. Temos mais uma ressignificação desonesta típica dos censores: “ódio” é toda opinião que dele discorda.

Este, no fim, é o trecho mais revelador:

Acabando com os grilhões do ‘politicamentecorreto’, como pregam alguns pseudo-filósofos de extrema direita, o ignorante de classe média fica poderoso o suficiente para defender, mesmo sem qualquer profundidade, a ideologia simplista que fez sua cabeça. E também está pronto para desafiar qualquer intelectual, com a vantagem de ser desbocado e arrogante. Quanto mais ignorante e infantilóide for a vítima da doutrina anti-politicamente correto, melhor. A luta deles não é contra a esquerda, é contra a própria educação, o conhecimento e a cultura.

De novo o frame é furado. Se do lado da extrema-esquerda está a “educação, o conhecimento e a cultura” e do outro a “ignorância”, então seria fácil vencer este último nos debates, não?

Mas, como já dizemos, a verdade mostra o oposto do que o socialista alega. A extrema-esquerda, por ter sido beneficiada com a hegemonia por tanto tempo, perdeu a própria capacidade de articular uma ideia coerente. Logo, só resta o jogo sujo e a demonização de oponentes, mas na época da Internet isso já não sendo suficiente.

É por isso que ele está com medo do “ignorante de classe média ficar poderoso o suficiente” para quebrar suas rotinas mentirosas. Ele tem medo de que as maiores vítimas da sociedade – aqueles que são oprimidos pela extrema-esquerda há décadas – possam se defender. Para impedir que eles se defendam, monstros querem silenciá-los a partir do fascismo cultural.

Depois desta confissão do Brasil247, não dá mais para negar as intenções macabras do politicamente correto.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Paulo Francis acertou na mosca quando disse que a melhor propaganda antiesquerdista é deixar um esquerdista falar. Por isso eu nunca irei aceitar ou apoiar qualquer forma de censura. Desejo que esses doentes continuem falando muiiiito hehe

    • fnd fez um comentario importante, ‘crianças’. Essa deve ser a nossa maior preocupação e é por isso que devemos entrar nessa area de zumanas e transforma-la em HUMANAS.

      Outra coisa importante é que o que eles chamam de manifestações coloridas é na verdade, uma manifestação que deu errado para eles. OMPL queria ter ficado junto com o DCE e os outros universiotarios e bem longe da sociedade civil.

    • E olha que Paulo Francis por muitos anos foi da esquerda, até enxergar a verdade. Tem conhecimento de causa de sobra pra criticar o esquerdismo. Pena que não está mais conosco.

Deixe uma resposta