Quando um bilionário como George Soros perde 1 bilhão, a esquerda – que diz representar os pobres – chora de ódio

2
182

O Breitbart revelou que o metacapitalista George Soros já perdeu 1 bilhão de dólares principalmente após ter especulado para prejudicar o novo presidente eleito dos EUA, Donald Trump.

Como diz o Antagonista, Soros aumentou o ritmo de venda de ações, após a vitória do republicano, com o objetivo de se antecipar a uma eventual queda das bolsas americanas, já que acreditava que os investidores temeriam, tanto quanto ele, os efeitos negativos de Trump sobre a economia. Ocorreu o contrário: o mercado se empolgou com a expectativa de que o próximo presidente promoverá o crescimento dos EUA e a bolsa subiu.

O bilionário ganha dinheiro especulando e destruindo nações – muitas vezes criando colapsos financeiros de propósito – e sempre se aliou aos esquerdistas genéricos dos EUA, bem como à extrema-esquerda de países como Brasil.

No Brasil, o Mídia Ninja é financiado por sua organização Open Society, bem como acontece com a ONG de Leonardo Sakamoto. Ontem a Hungria decidiu banir ONGs que recebessem dinheiro de George Soros, o que é uma atitude correta. O bilionário atualmente está por trás do maior projeto de totalitarismo do mundo: o uso de “fact checkers” de esquerda para definir o que é ou não “fake news”.

George Soros é o típico bilionário adorado pela esquerda. Isso também serve para demolir o mito de que esquerdistas se unem contra os ricos. No caso de George Soros, os esquerdistas são apenas seus sicários. Ser esquerdista hoje é beijar os pés de inimigos da humanidade como Soros.

Hoje é um dia em que a extrema-esquerda do Brasil certamente está chorando. Melhor que chorem Soros e seus amigos socialistas do que os pequenos e médios empresários e o resto do povo.

Anúncios

2 COMMENTS

Deixe uma resposta