Sabe aquele socialista que te disse ser contra o capitalismo? Sinto dizer, mas ele te enganou..

5
257

É incrível como ainda tem gente que cai nas esparrelas ditas pela extrema-esquerda e a esquerda em geral. Deve ser o mesmo tipo de gente que compraria falsos bilhetes premiados da loteria achando que “no fundo deve haver um prêmio”. Nada disso. Ninguém venderia um bilhete premiado de loteria. Se alguém tem um prêmio de R$ 500 mil num bilhete por que te venderia por R$ 25 mil? Não faz sentido. Não há casos de bilhetes premiados vendidos cujo valor tenha sido sacado pelo comprador.

Em tempo: alguns podem se indignar e dizer: “ei, Luciano, você me ofende, pois eu não compraria falsos bilhetes premiados da loteria?”. Ok, entendo, posso ter cometido um excesso. Mas sendo assim, por que essa mesma pessoa que não compraria um bilhete premiado de loteria continua acreditando em discursos de esquerdistas sobre suas próprias ideias? Assim como não existe bilhete premiado de verdade, não existe nenhuma “luta contra o capitalismo” por parte da extrema-esquerda, e nem mesmo da esquerda genérica que resolve “atacar o capital”.

Basta observar que os maiores bilionários apoiaram a campanha de Hillary Clinton. No caso de Lula e Dilma, eles sempre tiveram o apoio dos maiores detentores “do capital”. Isso também vale para a Rússia, a China e até Cuba. Nunca existiu qualquer intenção de “lutar contra o capitalismo” por parte de socialistas e esquerdistas genéricos.

Mas se assim o é, porque eles dizem “lutar contra o capitalismo”? A razão para isso é que a direita normalmente cai nos logros dessa gente. Achando que participam de “debates”, são vítimas de rotulagens em verdadeiras guerras de frames. Incapazes de perceber a armação oponente, muitos vestem a camisa de força verbal dada pelo adversário e dizem: “É, nós lutamos pelo capitalismo, e eles lutam contra”. Já tendo estigmatizado a busca pelo capital como uma “malvadeza”, basta para a  esquerda compilar seus dividendos políticos, e, enquanto fazem isso, contarão com a ajuda dos maiores capitalistas. É ou não é uma baita jogada? Mais uma vez, vemos esperteza em excesso do lado da esquerda e ingenuidade absoluta por parte da direita.

A verdade, como de costume, transcende os discursos políticos, mostrando que, como os maiores capitalistas estão do lado da esquerda, na verdade a luta socialista não é contra o capitalismo, mas por coisas como capitalismo de estado, capitalismo de compadres e capitalismo de laços, em completa oposição ao capitalismo de livre mercado. Quer dizer, nunca existiu uma luta “contra o capitalismo”, mas uma luta pelo capitalismo mais perverso que existe, em oposição ao capitalismo que gera melhores resultados para o cidadão pobre.

Esquerdistas não odeiam o capital, mas o amam de paixão, desde que seja um capital obtido da maneira mais perversa: a partir do conluio entre uma elite de bilionários e um estado opressor.
Um pena é que muitos na direita ainda não se acostumaram com a ideia de que a esquerda é capitalista, mas da forma mais perversa e imoral que alguém pode sê-lo, em luta contra a forma mais humanitária de capitalismo, o de livre mercado. Aceitando a noção falsa de que “só existe um capitalismo” e de que a esquerda “é contra o capitalismo”, esses direitistas que caíram no jogo esquerdista se recusam a ver o mundo como ele é enquanto aceitam as rotulagens mais desonestas criadas pelo discurso opositor. Desse modo fica fácil criar um jogo de “vilões e mocinhos” no qual os direitistas são os vilões.

O modo de resolver isso é rejeitar de uma vez por todas a oposição entre “capitalismo X socialismo”, mas tratar as coisas como elas são: uma luta entre o capitalismo de compadres contra o capitalismo de livre mercado.

Anúncios

5 COMMENTS

Deixe uma resposta