Hungria deve reprimir ONGs ligadas a George Soros. Eis uma grande ideia a ser assimilada por outras nações

9
104

De acordo com autoridades húngaras, o governo pretende usar todas as ferramentas a sua disposição para dificultar a vida de ONGs ligadas ao bilionário George Soros, aquele que financia movimentos e partidos de extrema-esquerda mundo afora.

A ideia, aparentemente, é minar o poder de Soros, que é húngaro, dentro do país. O motivo para isso, obviamente, são suas relações íntimas com a agenda internacional da extrema-esquerda, que visa deteriorar a soberania entre os países a fim de criar, com isso, uma “irmandade global”. Se o governo húngaro realmente conseguir, isso pode acabar gerando reações similares em outros países, em especial nos EUA com Trump.

Soros esteve por trás do financiamento da campanha de Hillary Clinton e é muito próximo dos Democratas. No Brasil, ele financia grupos como Mídia Ninja, Agência Pública e até o Instituto FHC. O FEMEN, grupo de extremistas feministas do leste Europeu, também já recebeu alguns milhões de dólares em investimentos de Soros.

Se a ideia de boicotar estas ONGs funcionar, pode ser que o império do bilionário desmorone.

Anúncios

9 COMMENTS

  1. George Soros não só financia movimentos e partidos de extrema-esquerda mundo afora. Ele também financia movimentos e partidos de direita e extrema-direita.

  2. Ele é um capitalista na essência. Lucro acima de tudo, não importa de onde venha…..Não é o que vocês tanto pregam, a livre iniciativa??????

    • Não boçal. Nenhum liberal é a favor do “lucro a qualquer custo”, já que isso incorreria no apoio ao roubo, homicidio etc. Largue de ser retardado e vá estudar, moleque burro.

Deixe uma resposta