A extrema-esquerda que chamou o DEM de “golpista” agora o apoia. Não há mistério…

1
139

É assunto dos últimos dias o fato de que Rodrigo Maia deve ser reeleito como presidente da Câmara. Mas assunto ainda maior é o apoio que partidos de extrema-esquerda – como PT e PCdoB – estão ofertando a ele. Tudo tem a ver com vaguinhas na Mesa Diretora da Câmara.

Além disso ser puro pragmatismo, também é a constatação de que eles jamais acreditaram na narrativa de que “Dilma sofreu golpe”. Apenas propagaram tais verbalizações por dependerem de um símbolo de vitimismo, buscando ecos dos tempos em que João Goulart foi, aí sim, vítima de um golpe.

Para Rodrigo Maia, tudo está pela ordem. Ele sabe que é rotulado pelos petistas e seus sicários em um momento e abraçado em outros. Mas nós, que estamos do lado de fora, não devemos perdoar mais essa contradição narrativa petista. Além, é claro, de pressionarmos Maia para que não barre a CPI da UNE, pois essa é uma das principais meta dos socialistas.

O apoio da extrema-esquerda a Rodrigo Maia é inexorável. Mas deve ter um preço, cobrado por nós: a demonstração de que eles sabem que são os verdadeiros golpistas da história, além de não acreditarem na mais famosa de suas narrativas recentes.

Anúncios

1 COMMENT

Deixe uma resposta