Obama libera Chelsea Manning da prisão e encerra outra narrativa

0
119

Conforme o Breitbart, o presidente Barack Obama – que sairá daqui 3 dias – anunciou seus planos de libertar Chelsea Manning (que se chamava Bradley) mesmo ela tendo vazado documentos militares confidenciais para o Wikileaks e tendo sido sentenciada a 35 anos de prisão por seus crimes.

Obama incluiu Manning em uma lista de comutações de prisões anunciada na tarde de terça, permitindo que ela fique livre em 17 de maio de 2017. Outros 209 criminosos tiveram suas sentenças comutadas e outros 64 foram perdoados. Curiosamente, Barack Obama não tem nenhum plano de perdoar Edward Snowden, seguindo na tradicional vida de duplo padrão da esquerda.

O curioso é que grande parte da narrativa de Barack Obama e Hillary Clinton para justificar a derrota para Trump era o “vazamento causado pela Russia, enviando documentos para o Wikileaks”, e agora eles validam justamente uma pioneira neste tipo de vazamento para a organização dirigida por Julian Assange. Ora, mas se Chelsea Manning pode ser perdoada, o que há de errado em vazar para o Wikileaks?

Como sempre se soube, o discurso “hackeamento russo” foi apenas uma narrativa…

Anúncios

Deixe uma resposta