A lição do esperneio do jornalista Cauê Fabiano é: expor suas mentiras – e não "erros" – incomoda

6
418

Um jornalista do G1, Cauê Fabiano, foi duramente criticado tempos atrás pelo site Juntos Pelo Brasil. Em resposta ele fez o seguinte post:

Mais cedo, no programa do G1 ao vivo sobre a posse do presidente dos EUA, comentei sobre o aberto apoio do Ku Klux Klan à campanha de Donald Trump, em 2016.

Durante um comentário, relembrei este fato e disse que Trump nunca havia rejeitado o apoio. A informação não está correta. Tudo começa com este link http://glo.bo/1TIycwe

Ele, na verdade, demorou meses para rejeitar o apoio (o que é bem questionável). Ele o fez em fevereiro. Em novembro, às vésperas da eleição, o porta-voz da campanha chamou o jornal do KKK de “repulsivo” – http://glo.bo/2fwGa0m

Muita gente viu meu erro como uma mentira intencional, uma tentativa de atacar, de diminuir o republicano. Foi um erro, e peço desculpas pela informação que entreguei. Eis a correção.

No entanto, não preciso diminuir Trump. As declarações falsas, misóginas, homofóbicas, xenofóbicas, islamofóbicas já cumprem este papel com primazia.

Fiquei impressionado como meu erro foi desculpa para imprimir em mim rótulos e posições políticas (um clássico no raso debate atual), e ainda mais pelo tom ameaçador de seus defensores, que vieram até aqui me ofender.

Viagem perdida, não vou cair nessa.

Vida que segue. Aprendi, e reverencio meus erros. Mas nunca o ódio. Lamento quem acha que ele seja capaz de construir qualquer coisa.

O bem sempre vai prevalecer.

Isso prova algo que este blog sempre vem falando. Eles não são “enganados”, mas desinformadores. E o próprio incômodo de Cauê Fabiano mostra como eles sabem que chamá-los de mentirosos (e não de “enganados”) os atinge.

Por isso ele fez um post tentando convencer o público de ser apenas um “enganado”, e não um enganador.

Na verdade, auditores de fraudes já conhecem esse tipo de comportamento. Um fraudador possui dois únicos modos de operação: (1) aquele no qual tenta convencer os outros de estar do lado da verdade, enquanto está fraudando, (2) aquele no qual tenta convencer os outros de ter cometido um “erro de julgamento”, e não uma fraude intencional.

Qual a dinâmica social por trás deste comportamento? Simples. No primeiro padrão, coletar os dividendos diretos da fraude. No segundo, mesmo quando o fraudador é pego, conseguir penalidades menores. Digamos que ser considerado um “enganado” é o plano B de todo fraudador.

Porém, no caso de Cauê o truque falha, pois no mesmo post em que ele tentou encenar o papel de “enganado, mas não mentiroso” ele cometeu quatro outras mentiras contra Trump, acusando-o de fazer declarações “misóginas, homofóbicas, xenofóbicas, islamofóbicas”.

O detalhe é que Hillary Clinton é que ficou conhecida por atacar as mulheres estupradas de seu marido Bill. Em relação a declarações “homofóbicas”, ele não apresentou uma sequer. Em relação à “xenofobia”, foi Barack Obama que implementou nessa semana uma medida para que a ditadura cubana pudesse manter seus escravos presos por lá, sem chance de vir para os Estados Unidos. Em relação ao discurso “islamofóbico”, novamente Cauê não apresentou uma evidência sequer.

Cauê sabe que precisa mentir sem parar para avançar sua agenda (e a de seus empregadores), mas agora tem um desafio pela frente: convencer os outros de que, quando é pego desinformando, está apenas “enganado”.

Em tempo: parem de chamar jornalistas da Globo de “coitados enganados” ou “incompetentes e sem direção”. Eles estão mentindo. Há uma diferença crucial entre alguém “enganado” e alguém “enganando”, e os jornalistas da Globo estão neste último grupo, não no primeiro.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Boa,Luciano. Curto muito os seus artigos.Sabia que desses jornalistas “mordeninhos” com um visual “cool”, tinha esquerdice das brabas por trás. Olho aberto,galera.

  2. So de olhar pra cara desse Hipocrita..ja da pra ver que é esquerdista
    . Globo é um lixo…e nos nao aturaremos a manipulação deles…2018 vem ai…o.mito vem ai… Quem acredita nos lixos que a rede esgoto intensifica é outro cego pelo plano deles

Deixe uma resposta