Trump reinstala busto de Churchill no Salão Oval e humilha a esquerda que adotou o Ad Hitlerum

5
267

Um busto do lendário ex-Primeiro Ministro Britânico Winston Churchill foi recolocado no Salão Oval na tarde de sexta enquanto Trump estava assinando alguns de seus primeiros decretos como presidente.

O busto foi removido pelo ex-presidente Barack Obama logo que ele chegou ao local em 2009. Obama substituiu o busto com os de Martin Luther King e Abraham Lincoln.

Trump questionou a Primeira Ministra Britânica Theresa May se ele poderia recolocar o busto. Ela disse que estava mais que feliz em entregar de novo o presente. Um portavoz disse: “A Primeira Ministra está feliz de entregar o busto de Churchill à Casa Branca e adorará vê-lo exposto quando ela visitar o país nesta primavera”. O busto foi originalmente dado de presente a George W. Bush logo no início de 2001.

O detalhe é que Churchill é talvez o grande símbolo da luta contra Hitler. Enquanto isso, os sicários de Obama e Soros emitem a narrativa de que “Trump é nazista”, provavelmente porque adotem este livro de cabeceira:

SjQclIQ

Anúncios

5 COMMENTS

  1. “Make América Great Again” foi o slogan da campanha do Trump. Quis dizer que o governo era fraco, ruim, um desastre; era preciso salvar os Estados Unidos. Pura provocação como foi toda a campanha do Trump. A esquerda fica revoltada. Ora é um conservador, ora faz discurso populista. A esquerda surta: quem é esse cara que rouba nossa bandeira? Nós é que somos populistas. Acusam o Trump de misógino, racista, maluco, machista, assédio sexual… Trump acusa a mídia de mentirosa, “fake news”. Ataca as estrelas de Hollywood. A temperatura aumenta. Os esquerdistas entram em desespero. Não tem como combater um candidato que utiliza seus mesmos métodos. A campanha do Trump foi espetacular. Deu um nó nos esquerdistas pressionando-os a abusar de manipulações e mentiras. O Trump ganhou na Florida com o voto latino. Ganhou no voto das mulheres.
    No 1º dia, Trump tira do ar site sobre mudanças climáticas e diz que vai eliminar plano de Obama. Mais provocação. Na posse, fala em devolver o poder ao povo. Discurso populista demogógico, só provocação. O primeiro ato do Trump foi visitar a CIA. Estamos em guerra com a mídia, disse. O recado foi dado, ou ficam quietinhos ou a CIA vai ficar no calcanhar de vocês. Agora recoloca o busto de Churchill. A história continua, vai ser emocionante.

  2. Deixa de ser asno Ayan! O porco sionista do Churchill era simpatizante de politicas progressistas! Engraçado isso, para vocês Olavetes o tamanho do estado é quem determina se ele é de “esquerda” ou “direita”. Se partimos desse pressuposto então seu ídolo Churchill era esquerdista já que o mesmo foi um estadista e não simpatizava com o capitalismo liberal. Isso sem contar que defendia humanismo e não era contra imigração. E era tão “anticomunista” que se aliou ao maior comunista que já existiu, Stalin. Deixa de ser burro Olavete, para de se influenciar pela cabeça do velho gagá da Virgínia. Meu amigo, ninguém mais combateu o comunismo do que Hitler. Inclusive essa era sua maior ambição. Se Churchill tivesse ficado do lado do Führer hoje nós não estaríamos sendo escravos da esquerda com essa idiotice de “defesa de minorias”e essa imigração absurda e descontrolada na Europa. Churchill NUNCA foi conservador. E Hitler nunca foi marxista! Churchill era simpatizante dos sionistas e um filo-semita. Os mesmos quem financiam feminismo, luta de classes e coletivos negros e de outras minorias.

    • Anonimo,

      Teu truque é baseado na manipulação de categorias linguísticas.

      De fato, o Churchill não era o “conservador perfeito”.

      Mas era muito mais de direita do que Hitler e Stalin.

      Ademais, naquele período ser de direita significava ficar a favor da imigração. A coisa mudou hoje, porque a imigração irrestrita está sendo usada para projetos esquerdistas/globalistas, violando soberanias nacionais para dar vida mole para ícones do capitalismo de compadrio, como George Soros e turminha.

      Hitler não era marxista purista, mas sim defendia uma emulação do marxismo, no nacional-socialismo.

      Ambos Hitler e Stalin eram adeptos do CAPITALISMO DE COMPADRIO, como todo socialista que se preze.

      Abs,

      LH

    • Concordo com a sua teoria, mas você não pensa na hipótese de Trump apenas estar jogando a guerra cultural? Não imagino o atual presidente como um verdadeiro simpatizante de Churchill. É o mesmo que o Bolsonaro faz indo para Israel: se desviar do rótulo de nazista.

Deixe uma resposta