Soros diz que Trump é um "aprendiz de ditador". Falou o professor…

0
128

Conforme lemos na Folha, já temos a grande piada de 2017, e olhe que ainda estamos em janeiro. É algo como os esquartejadores dos presídios resolvessem dar lições de pacifismo, ou como se viciados da Cracolândia resolvessem dar dicas de como levar uma vida saudável. Seria absurdo, ridículo, delirante e surreal.

Pois o bilionário criador da terceira onda de totalitarismo do mundo moderno – junto como Barack Obama e Hillary Clinton – George Soros saiu-se com essa: “Várias formas de sociedades fechadas –de ditaduras fascistas a Estados mafiosos– estão no horizonte. Os Estados Unidos elegeram um aprendiz de ditador como presidente. Mas Trump vai falhar e os mercados não vão se dar bem.”

Soros é especialista em financiar ditaduras e quebrar países para ganhar dinheiro com especulação. Fazendo isso, seu fundo administra cerca de US$ 30 bilhões. Suas dicas tem um fim certo: enganar os outros e fazê-lo ganhar dinheiro a partir do engodo.

Mesmo assim, ele disse: “Donald Trump vai fracassar. Os mercados veem Trump desmantelando a regulamentações e reduzindo impostos. É um sonho para eles, que se tornou realidade”.

Mas quem fracassou até agora foi o ditador Soros, que além de ter doado cerca de US$ 10,5 milhões para a campanha de Hillary Clinton, ao apostar na sua vitória, também perdeu quase US$ 1 bilhão em negócios que se beneficiariam se o mercado caísse. Mas ele subiu.

Bravinho, ele segue na xingação: “Eu o descrevo como um impostor, um vigarista e um aprendiz de ditador”, disse, arrancando riscos da plateia. “Mas ele não será um ditador porque acredito que a Constituição e as instituições dos Estados Unidos serão fortes o suficiente”.

Porém, Soros criou o mecanismo dos “fact checkers”, e ajudou a criar uma nova onda de totalitarismo, contra a qual nós já estamos lutando. Se há heroísmo em nossa luta pela liberdade de expressão, é porque monstros como Soros lutaram contra ela.

A primeira leva de totalitários modernos era composta por Stalin, Hitler e Mao. Usavam a censura formal. A segunda por Putin, Maduro e Erdogan. Usam a censura sutil. A terceira onda é liderada por Soros, Hillary, Obama e Merkel. Se baseia no uso de fact checkers aparelhados para selecionar conteúdo na Internet.

Em relação ser um ditador, Trump nem pensou em ser aprendiz, até por jamais ter feito qualquer movimento nesse sentido. Mas Soros, com certeza, é um professor.

Anúncios

Deixe uma resposta