Limusine que a esquerda destruiu na posse de Trump pertencia a imigrante muçulmano. $70,000 de prejuízo.

2
33

Os esquerdistas anti-Trump  que tocaram o terror na posse de Trump atearam foco em uma limusine. Agora sabemos que ela pertence a um imigrante muçulmano, que informa o prejuízo: $70,000. Ele é Muhammad Ashraf, proprietário da Nationwide Chauffeur Services, e falou com a Red Alert Politics, ligada ao Washington Examiner.

Ashraf é contra Donald Trump, mas diz que os protestos de sexta foram totalmente contra-produtivos: “Eu tenho um ponto de vista diferente. Eu não concordo com muitas coisas que ele disse, mas isso não me dá o direito de afetar a vida dos outros destrutivamente”.

O carro estava com um funcionário de Ashraf, Luis Villarroel, que deixou um cliente próximo ao local quando o circo pegou fogo. Manifestantes quebraram as portas e vidros. Depois atacaram Villarroel com pedras e pauladas. Ele foi para o hospital, mas passa bem.

“Estamos nesse negócio por cerca de 25 anos e esta é a primeira vez que algo assim ocorreu”, disse Ashraf.

Há um risco de que a seguradora não cubra danos em protestos. Por isso uma página no GoFundMe já foi aberta para levantar a grana caso a seguradora não cubra os danos. Ele diz que qualquer soma além do necessário para pagar os danos e despesas médicas (do funcionário) será destinada para instituições de caridade.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. 1) Atacaram até o funcionário, um “proletário”! Grandes defensores do povo!

    2) Posso até ouvir: “Desculpa, a gente não sabia que a limusine era de um imigrante muçulmano!”

Deixe uma resposta