Serra critica o muro de Trump e toma várias tijoladas de seus leitores

19
158

O Ministro das Relações Exteriores e (novamente!) pré-presidenciável José Serra usou suas redes sociais para criticar a construção de novos trechos de muro na fronteira dos EUA com o México, promessa de campanha do presidente Donald Trump que começou a ser cumprida. O que ele não esperava é que seus seguidores o atacariam duramente, vendo no post um ato demagógico, informa o blog Reaçonaria.

Veja os prints:

SerraCriticado_1

SerraCriticado_2

SerraCriticado_3

Já é vergonhoso o suficiente levar pito de seus próprios seguidores, mas tudo se torna ainda mais vergonhoso quando se ocupa um cargo de tamanha importância como o de chanceler.

O problema de pessoas como José Serra é que elas parecem não entender umas coisinhas básicas, como o fato de que no atual momento o povo está de saco cheio das narrativas de esquerda ou de extrema-esquerda. Mesmo que ele pense o que disse, não é o tipo de coisa inteligente a se dizer. É preciso entender o zeitgeist.

O povo brasileiro – assim como o americano – quer proteção de fronteiras, especialmente porque na situação atual todos morrem de medo do terrorismo. Se o controle da fronteira vai ou não funcionar, ou se ele é certo ou errado, do ponto de vista popular isso pouco importa. Criticar o muro, nesse momento, é um péssimo frame.

A verdade é que a população está temerosa, e figuras como Serra poderiam aproveitar muito bem o momento se, em vez de continuarem insistindo em discursos demagógicos de esquerda – porque Serra é mesmo de esquerda -, eles passassem a ler a realidade e agir de acordo com ela. Até o PSOL já entendeu isso, mas Serra aparentemente não. Não é a toa que tenha perdido uma eleição para Dilma Rousseff, que é totalmente desarticulada.

Anúncios

19 COMMENTS

  1. Quem vai pagar pelos muros serao os proprios americanos… 20% de imposto vai ser repassado ao consumidor final, as empresas mexicanas nao vao descontar isso do seu lucro, isso é economia basica.

    Qualquer um que tenha conhecido as teorias de Milton Friedman sabe do que estou falando.

    Sinceramente, nao sei se o Muro vai resolver muita coisa, porque quem quer, sempre arruma outro meio.

    • o senso incomum publicou
      “Quem assistiu a conferência do Sean Spicer, o porta-voz do presidente, a bordo do Air Force One e não recebeu a notícia distorcida pelo filtro da mídia sabe que ele não “anunciou” a criação de nenhuma tarifa, até porque isso seria impossível, uma vez que não cabe ao presidente criar tarifas, algo que é atribuição exclusiva do Congresso. O que o Spicer fez foi explicar quais são as ferramentas disponíveis e que podem ser utilizadas para pressionar o México a cooperar com a construção do muro e com o controle da fronteira. Que se trata de um modo de aumentar o poder de barganha na negociação com o México ficou claro quando o Spicer disse que essa é uma dentre várias outras opções e que a proposta não é um fim em si mesmo e tampouco uma idéia que o Trump realmente queira implementar. Ele também esclareceu que, ao contrário do que foi dito pela mídia, não há nenhuma previsão de que a medida venha a ser efetivamente adotada.”

      Aguardando novidades, ja que o MISES mordeu a isca eu segui o MISES.

      • Se há um imposto de importação, e se realmente existir, os mexicanos nao vao pagar a conta.

        Veja só
        Se um americano quer um produto mexicano (há uma demanda grande para produtos mexicanos) e esse produto fica 20% mais caro.

        Voce tem duas alternativas como consumidor:
        Buscar esse produto em outro lugar
        Ou comprar 20% mais caro.

        Se voce buscar em outro lugar, entao nao vai ter financiamento nenhum, pois sem consumo, nao tem arrecadação (20% sobre 0 é 0).

        O unico metodo do mexico pagar isso, seria o INVERSO. 20% para produtos que os mexicanos PRECISAM (20% sobre a EXPORTAÇÃO), pois precisando, eles compram de empresas e produtores dos EUA.

        Acho que essa saida seria melhor, mas tambem tem um problema (mexicanos podem acabar comprando de outros)…

        O que o SENSOINCOMUM publicou foi sobre a declaração não ter sido de Trump, ou melhor, a ideia inicial.
        Mesmo assim, TRUMP falou em deficit, e isso ai é coisa de mercantilista…

      • “Voce tem duas alternativas como consumidor:
        Buscar esse produto em outro lugar
        Ou comprar 20% mais caro.”

        Há uma terceira: comprar mais barato de um concorrente do México, caso exista no mercado americano. Neste caso, o México venderia menos e poderia até ter déficit na balança comercial com os EUA. A saída, então, para o México, seria tentar vender seu produto em outro mercado.

      • Mas com essa terceira alternativa, o financiamento nao existe. O financiamento esta ligado aos 20% da transação.

        Compreende?

      • Correção Otimista: A sua terceira alternativa é a minha primeira alternativa, repare que ‘buscar o produto em outro lugar’ é a mesma coisa que comprar de um concorrente…

        Rsrsrs

      • Interpretei “buscar esse produto em outro lugar” como buscar o mesmo produto (mexicano) no mercado negro, sem a sobretaxa. De fato, o governo norte-americano não ganharia, mas o México perderia na balança comercial, o que seria uma espécie de compensação, por assim dizer.

        Mas a verdade é que Trump neste caso está forçando a barra de maneira absurda. Devia tão somente erguer o muro sem exigir nada do México.

      • Pra ficar BEM claro:

        1 – a taxação de 20% faz as pessoas procurarem os concorrentes do México, quiçá até o Brasil;

        2 – o México perde mercado (que vai sair muito mais caro do que pagar o muro, pode apostar);

        3 – ou o México arca com o prejuízo, ou arrega e constrói o muro.

        Essa é a ideia básica. Se vai dar certo ou não, veremos.

      • truedondrago:
        Nao acontece assim… é preciso distinguir a intenção do resultado pratico.

        Concordo que pode ser só uma ameaça, ja que a midia fala que foi TRUMP quem disse isso, quando tudo indica que foi Paul Ryan.

        No mais, se existe um gasto com 80 bilhoes com imigrantes ilegais, nao ha motivo para pedir dinheiro para o mexico, basta fazer logo o muro, que isso ai ja significaria uma economia a longo prazo…

        Se a preocupação é o ROI, entao nao ha motivos para pressionar o mexico, foi um erro de Trump, ja que o ideal seria ele colocar um imposto sobre exportados, pequeno, 3% para que ai sim, os mexicanos pudessem pagar sem ‘notar’.

  2. Interpretei “buscar esse produto em outro lugar” como buscar o mesmo produto (mexicano) no mercado negro, sem a sobretaxa. De fato, o governo norte-americano não ganharia, mas o México perderia na balança comercial, o que seria uma espécie de compensação, por assim dizer.

    Mas a verdade é que Trump neste caso está forçando a barra de maneira absurda. Devia tão somente erguer o muro sem exigir nada do México.

  3. “eles passassem a ler a realidade e agir de acordo com ela. Até o PSOL já entendeu isso”

    PSOL agindo de acordo com a realidade? em que contexto?

    Alias, o Serra perdeu para Lula e Dilma, um legitimo perdedor, por isso que a extrema esquerda quer associar um perdedor como Serra para a Direita.

Deixe uma resposta