Cobertura da mídia de esquerda sobre o atentado no Canadá prova que ela é inimiga da verdade

5
201

Leandro Ruschel escreveu sobre a cobertura da grande mídia norte-americana em relação ao atentado terrorista em uma mesquita no Canadá:

Ontem acompanhava a cobertura do atentado na mesquita canadense que matou seis islâmicos. Inicialmente a Reuters deu a chamada, seguida por NBC, CBS, Fox, entre outras redes.

Vários jornalistas fizeram imediatamente o link com o bloqueio de imigração vinda de sete países baixado pelo Trump, mesmo que o atentado não tenha ocorrido nos EUA, mas sim no Canadá. O culpado pelas mortes era Donald Trump, afirmavam.

A maioria das redes mantinha uma cobertura ao vivo sobre a tragédia. Até que a Rádio Canadá anunciou que um dos sobreviventes disse que um dos terroristas gritou frases em árabe. Na CBS isso foi noticiado, mas em outras redes, não. A cobertura foi rapidamente reduzida e a atividade no Twitter diminuiu, especialmente entre esquerdistas que já tinham decretado o maior problema da humanidade hoje: a “islamofobia”.

Hoje pela manhã a imprensa local divulgou que um deles se chama Mohamed. E o ataque foi relegado ao segundo plano ou mesmo sumiu da mídia porque não é compatível com a narrativa de “islamofobia” que a imprensa quer impor.

A imprensa esquerdista não quer saber da realidade, mas sim manipulá-la com fins políticos. Deixou de ser imprensa para virar uma extensão do movimento socialista.

Não se engane: TUDO na grande imprensa é manipulado. E isso é simplesmente nojento.

É por isso que um amigo questionou: e se o atentado tivesse sido cometido por um apoiador de Donald Trump? A resposta é simples: se isso acontecesse, aí a mídia iria noticiar o atentado sem parar. O silêncio da mídia sobre esse caso prova que não há muito capital político a ser aproveitado pela esquerda.

É repugnante, eu sei, mas serve para perdermos toda e qualquer esperança na grande mídia.

Atualização às 15:16 de 31/01: Descobriu-se que o atirador é um sujeito admirador de Le Pen. E daí, por milagre, a mídia voltou a noticiar o assunto que estava escondendo. Quer dizer: enquanto se achava que os atiradores eram islâmicos, a mídia escondia o assunto. Na oportunidade de tentar uma capitalização (desonesta) por que o atirador apoiava a Le Pen, voltam a noticiar. 

Anúncios

5 COMMENTS

  1. Por apoiava entenda-se curtir a página do facebook. Eu mesmo curto várias páginas esquerdistas pra saber o quê eles estão falando e nem por isso sou esquerdista.

  2. Na boa ou o Trump bota no chilindró o velho soros e os caras das Fundações Ford ou o governo dele não vai ter sossego.. não sei porque ele é ingenuo em pensar que os maniacos das “foundations” esquerdistas soltos por ai, financiando protestos picaretas pelo mundo a fora o governo dele terá paz.. acorda Trump.

Deixe uma resposta