Fake News: Globo inventa protesto inexistente de Lady Gaga no Superbowl

5
63

Pode parecer uma brincadeira, mas é verdade. O “jornalista” Márvio dos Anjos, d’O Globo, inventou um protesto de Lady Gaga contra Trump que simplesmente não aconteceu. Em seu artigo intitulado “Análise: Lady Gaga domina o palco com ‘protesto sutil’ no Super Bowl”, Márvio não deu uma evidência sequer de que o tal protesto tenha ocorrido, e em vez disso apelou para metáforas e uso excessivo de figuras de linguagem, sem nada realmente concreto.

Vamos ler alguns trechos:

“Lady Gaga entrou no palco do NRG Stadium, no intervalo da final do Super Bowl, declamou o juramento à bandeira dos Estados Unidos da América — uma nação, indivisível, com liberdade e justiça para todos — e a partir daí todos os olhos se voltaram para a vingadora mascarada do pop, sua roupa metalizada e a esperança de que ela cumprisse o seu papel: o de dar uma lacrada em Donald Trump.

No campo texano, Gaga correu mais jardas que Julio Jones, voou mais que os arremessos de Matt Ryan (ambos do Atlanta Falcons), cantou hits como “Poker face” e “Born this way” e tudo parecia conforme o figurino da mais estranha diva do pop: dançarinos andróginos, algo mezzo glam, mezzo assustador, a tradicional militância LGBT que se associa a Gaga. Mas não é chocante. Uma estranha normalidade no ar faz indagar: não vai haver protesto? Não haver parceria com Beyoncé para gritar liberdade, à maneira democrata, como fez Meryl Streep no Globo de Ouro?”

Perceba que até aí, nenhuma evidência do tal protesto. Ele próprio admite que tudo estava normal. Vamos ver mais um pouco:

“Havia espaço no entanto para reinterpretações de canções: quando Gaga se senta ao piano e canta seu novo single “A million reasons”, uma canção derramada, em que a letra fala de um tremendo mal-estar de fim de relacionamento. Mas, pensando bem, parece vestir como uma luva os punhos daqueles que não acreditam que o bilionário laranja está sentado na principal cadeira do Ocidente.

Isso aí é praticamente uma confissão de que não houve protesto algum, mas apenas uma música do repertório normal da cantora sendo cantada, como de praxe. Esse papo de “pensando bem, parece vestir como uma luva”, não passa de pura imaginação. O “jornalista” inventou isso.

Nesse trecho abaixo, fica clara a mentira. O pseudo-jornalista confessa que não há protesto algum e deixa claro para quem consegue interpretar texto que tudo não foi mais do que o desejo dele, que obviamente não se realizou:

“A letra martela, martela e implora por uma nova leitura. Mas é mais uma capacidade de quem escuta as palavras do que propriamente a intenção gritante que esperávamos da artista americana.”

Esse foi realmente um “protesto sutil”, mas tão sutil que era invisível e totalmente imperceptível. Nem o “jornalista” que queria ver protesto conseguiu vê-lo, por isso precisou inventá-lo!

Anúncios

5 COMMENTS

  1. A globonews está repleta de esquerdopatas…Os “analistas” são notórios esquerdistas. Basta lembrar da cobertura da eleição americana…simplesmente asquerosa.

  2. O pessoal que acusa a Lady Gaga de ser uma satanista que produz símbolos ocultos sobre iluminati, satanismo, etc tem muito mais material para fazer um caso contra a Lady Gaga e as celebridades em geral do que esse jornalista amarelo. é exatamente por isso que esses jornalistas amarelos criam esses devaneios, o simples fato de ela ser uma artista com uma agenda satânica já se conclui que ela está fazendo uma manifestação velada contra Trump. Melhor seria levar essas celebridades a falência.

  3. Mas é a tática contra o governo Trump. A cada dia, em cada jornal, aparece um “movimento social” (meia dúzia de idiotas) “criando uma crise” gigantesca ao governo. Vejam só o que o Ucho publicou: “Republicanos distanciam-se de Donald Trump após declarações estapafúrdias sobre o russo Putin”. Agora, o Trump não tem mais nem o apoio do seu partido, está isolado! Isso vindo do Ucho (não é a primeira vez) que me parecia uma pessoa mais séria. Na realidade essa gente que ficou torcendo contra o PT, não passa de petistas relegados.

  4. O negócio é tão ridículo q no PodCast do Ben Shapiro ele mostrou uma série de jornais esquerdistas criticando Lady Gaga por não ter se envolvido em politica.

Deixe uma resposta