Aplausos ao Exército em ES deixam a extrema-esquerda atordoada

3
57

Já é sabido que a extrema-esquerda perdeu o monopólio das ruas, e é de conhecimento geral que os maiores pilares da esquerda brasileira perderam o respeito da maior parte da população. Ontem, os aplausos e a comemoração do povo em face da entrada do Exército nas ruas de Vitória, Espírito Santo, serviram para mais uma vez mostrar que a população não acredita no discurso esquerdista contra as Forças Armadas.

No vídeo abaixo você pode ver diversos momentos em que a população aplaude a chegada dos militares, isso após dois dias de terror vividos sem nenhuma segurança pública, tendo que se esconder de tiroteios, saques e assaltos de todo tipo. Dezenas de pessoas foram assassinadas em poucos dias na cidade.

Esse tipo de situação deixa a extrema-esquerda atordoada. Ela defende um discurso de desmilitarização da polícia, tentando vender uma ideia que não tem como funcionar dentro da realidade brasileira apenas porque pode se dar bem com ela. Os esquerdistas também defendem o desarmamento, o que gerou diretamente uma situação na qual o Estado tem o monopólio da Segurança Pública.

Resumindo, esquerdistas não querem que as pessoas se defendam, mas também não querem que a polícia as defenda. O povo já percebeu isso!

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Comecei a ler uns trechos iniciais do livro “Ponerologia, psicopatas no Poder” e um ponto essencial, que o próprio autor parece clamar para que a ele se dê atenção, é entender os MOTIVOS dos FATOS ou a ORIGEM das IDÉIAS.

    Isso me levou imediatamente a uma afirmação de Montaigne, se não falha-me a memória, que diz algo mais ou menos assim:

    – NADA É TÃO AMEAÇADOR QUANTO EXPOR AS ORIGENS DAS IDÉIAS.

    No sentido de que nada é mais irritante para os canalhas e embusteiros de todos os fedores do que se procurar descobrir a ORIGEM das IDÉIAS, que geralmente não são o quie parecem ser. Afinal um estelionatário ou golpista qualquer jamais esclarece a verdade sobre suas intenções. ÓBVIO!

    Todas as idéias possuem uma origem e esta origem é SEMPRE do interesse de seus proponentes.

    Assim, muito me questionei e muito refleti sobre o que defendo: LIBERDADE.
    Ocorre para para que eu possa defende-la para mim e ter meu próprio julgamento sobre essa pretensão de modo a não sentir nojo de mim mesmo, preciso defende-la para todos os demais.
    Claro que muitas vezes abortei idéias que entrariam em conflito com os PRINCÍPIOS nos quais me baseei para encadear meus JULGAMENTOS sem conflitua-los. Isso é duro, muito duro, mas o orgulho como decorrente da opinião que o sujeito tem de si por manter-se fiel a si é a melhor recompensa.

    Enfim, creio mesmo que o amaldiçoamento do ORGULHO INDIVIDUAL não é coisa do acaso. As ideologias, TODAS ELAS, atacam o orgulho como um defeito pessoal. Porém Somente este sentimento é capaz de FREIAR a MALDADE, a INJUSTIÇA e a COVARDIA do indivíduo., Então creio que, exatamente por isso, TODAS as IDEOLOGIAS condenam o ORGULHO INDIVIDUAL e propagandeiam sua SUBSTITUIÇÃO por um esquisito “ORGULHO da COLETIVIDADE” em que se esta inserido.

    É estúpido negar a si a própria representação, mas quando a imagem percebida da própria individualidade é lamentável (verdadeira ou não), a tentação para ADERIR à representações por COLETIVIDADES é uma alternativa aos que não se sentemn capazes de orgulharem-se de serem INDIVÍDUOS, preferindo “orgulharem-se”….

    – por serem partidários de uma ideologia, de uma nacionalidade, de uma raça, de uma opção sexual, torcedores de um time de futebol e ETC..

    Inventa-se tantas “COLETIVIDADES” quantas forem necessárias nesta busca desesperada por ORGULHO POSTIÇO!!!

    É aí que esta uma boa questão e até uma das ORIGENS das IDÉIAS.

    O mero discurso sobre as maravilhas da economia livre não leva a lugar algum. A esquerda (defesa do Estado totalitário) se valeu do discurso católico do POBRISMO (Socialismo Utópico, como Marx afirmou) e mesmo da pretensa racionalidade do Socialismo dito “científico” de Marx apenas como um apoio à toda sua estrutura SENTIMENTAL-MORALÓIDE ou MORAL-SENTIMENTALÓIDE.

    Todo o Poder nunca se baseou em reais conquistas materiais.
    Comno Bertrand Russel bem percebeu, a infinita AMBIÇÃO INTELECTUAL (que chamo de psicológica) é incomparavelmente mais predominante do que a limitada AMBIÇÃO MATERIAL.

    Ninguém dá a sua vida por dinheiro, mas por reconhecimento mesmo que postumo. Como bem disse Espinoza. Algo que se traduz como saborear no presente, mesmo que por instantes, a delícia da glória que se aspira no futuro. É o delírio. E este é intelectual/psicológico e não conforto físico.
    Muitos querem ser ainda mais ricos não por ambicionar os desfrute material para o qual incapazes (há limites), mas para sentirem-se gloriosos, potentes, diferenciados e etc.. Afagos AO EGO e NÃO ao CORPO.

  2. Uma sugestão aos senhores policiais. Ao invés de paralização , incentivem o armamento civil e cumpram a vontade da população que se faz clara desde 2005 em ocasião do plebiscito sobre armas. Alô delegados, provem que são pessoas de bem e passem a conceder porte de arma em massa para cidadãos de bem. PAREM de atuar contra o direito do cidadão.

  3. A desestabilização do estado é meta proposta desde o início das esquerdas, ha centenas de anos atrás.
    Para os comunistas assumirem o poder é básico minar o civismo dos cidadãos que passam a pensar que todo o poder é podre e deve ser exterminado. Congresso, Legislativo e Executivos tomados é o primeiro passo para a revolução comunista.
    O que eles ainda não perceberam é que o Comunismo fracassou em todos os lugares onde foi implantado.
    Na verdade eles sabem, assim como qualquer um, que o Comunismo não é solução para nada a não ser enriquecer a minoria que detém o poder com mão de ferro prendendo e matando qualquer um que se contraponha.
    Assim o grupo que estimula a volta do comunismo só quer enriquecer de maneira fácil mesmo que seja pelo sacrifício de milhões de pessoas.

Deixe uma resposta