Um muçulmano está entre as vítimas de agressões da extrema-esquerda em Berkeley

0
45

Entre as pessoas que foram surradas pela extrema-esquerda na violência em Berkeley está até um sujeito que defendia os protestos anti-Trump. Detalhe: era um sírio muçulmano, conforme o The Blaze.

A violência da quarta passada em Berkeley já está sendo considerada um marco na luta pela liberdade de expressão, por parte da direita, e pelo avanço de um projeto totalitário esquerdofascista, por parte da esquerda.

O repórter Malini Ramaiyer comentou sobre um sujeito vestido de roupa preta que foi abordado pelos black blocs, que disseram: “Você se parece com um nazista”. Antes que o estudante pudesse responder, tomou um jato de spray de pimenta na cara e foi agredido pelas costas com um cano.

Ramaiyer foi atrás do jovem agredido e perguntou por seu nome. Ele disse que era um sítio muçulmano, que fugiu do local por medo de tomar surra ainda maior dos black blocs.

Anúncios

Deixe uma resposta